PIRACICABA, DOMINGO, 22 DE SETEMBRO DE 2019
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

27 DE MARÇO DE 2019

Denominação de rotatória homenageia Dirce Maciel


Iniciativa é do vereador José Marcos Abdala (PRB), autor do projeto de lei 116/2018



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (1 de 6) Salvar imagem em alta resolução
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (2 de 6) Salvar imagem em alta resolução
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (3 de 6) Salvar imagem em alta resolução
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (4 de 6) Salvar imagem em alta resolução
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (5 de 6) Salvar imagem em alta resolução
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (6 de 6) Salvar imagem em alta resolução
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 Salvar imagem em alta resolução


Ex-funcionária da antiga Fábrica Boyes, em Piracicaba, e morador, por décadas, na rua Antonio Corrêa Barbosa, na região da Rua do Porto, Dirce de Oliveira Maciel amava o que é um dos principais pontos turísticos da cidade, ao longo da orla do rio Piracicaba. Agora, a memória dela está eternizada na rotatória entre a Avenida Beira-Rio e o número 151 da rua Luiz de Queiroz. 

A solenidade que marcou a denominação do espaço, no início da noite de quarta-feira (27), contou com o prefeito Barjas Negri, da secretaria municipal de Cultura e Turismo, Rosangela Camolese, familiares da homenageada, representados pelo filho Peter Willhians, e do vereador José Marcos Abdala (PRB), autor do projeto de lei 116/2018, que propôs a homenagem. 

“Dona Dirce viveu por muito tempo aqui nesta região e, com certeza, aqui deveria ser um dos que a gente chama ‘caminho da roça’. Agora, a memória dela estará eternizada neste espaço”, destacou Abdala. 

Piracicabana, Dirce Maciel foi casada com Benedicto Lucio Maciel por 42 anos, com quem teve os filhos Maria Dirce, Evaldo Walquirio, Giselda Gisele, Graciela Mirian e Petter Willhians. Além de ter trabalhado na antiga Fábrica Boyes, também administrou um bar na rua Dona Eugênia. Faleceu em 28 de Abril do ano passado, aos 86 anos de idade. 

“A minha mãe amava o rio Piracicaba e a Rua do Porto. Mesmo com 80 anos, a gente tinha que vir aqui buscar ela, que adorava pescar”, relembra o filho Peter Willhians. 

O prefeito Barjas Negri salientou que, embora simples, a solenidade marca um momento importante para aquela localidade, ao enaltecer a memória de uma moradora. “Quando a Câmara homenageia alguém, ela enaltece pessoas que contribuíram com o desenvolvimento da cidade”, disse.

Leonice Guarda, de 82 anos, ficou orgulhosa com a denominação. Moradora na rua Luiz de Queiroz, saiu de casa para ver a solenidade. “Isso nos deixa muito feliz, porque essa é uma região muito bonita da cidade”, enfatizou.



Texto:  Erich Vallim Vicente - MTB 40.337
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343


Tópicos: HomenagemMarcos Abdala

Notícias relacionadas