PIRACICABA, DOMINGO, 19 DE NOVEMBRO DE 2017 Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

01 DE SETEMBRO DE 2017

Cecan completa 24 anos com a marca de 20 mil pacientes tratados


Diretor do Centro do Câncer da Santa Casa esteve na Câmara para elencar iniciativas



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 Salvar imagem em alta resolução

Tribuna popular foi ocupada por Fernando Medina da Cunha




A referência regional de Piracicaba nos tratamentos contra o câncer foi destacada pelo médico cancerologista Fernando Medina da Cunha, que esteve na Câmara nesta quinta-feira, 31, na 48ª reunião ordinária, para ocupar a tribuna popular e elencar as ações desenvolvidas pelo Centro do Câncer Santa Casa de Piracicaba (Cecan), que completou 24 anos com a marca de 20 mil pacientes tratados.

Fernando Cunha informou que a unidade conta com mais de 100 funcionários, que atuam diariamente no controle e no tratamento do câncer. Por ano, são atendidos 1200 novos casos. Dos 20 mil pacientes tratados no período, 70% são do SUS (Sistema Único de Saúde), muitos de pacientes vindos de cidades vizinhas.

“Em 24 de setembro de 1994, quando o Secretário de Estado da Saúde entregava à Piracicaba uma Unidade de Tratamento de Câncer, revolucionou o tratamento da doença na comunidade. Era uma doença tratada com certo temor e que, na realidade, o desconhecimento e a dificuldade de atendimento a fazia extremamente mortal para a população”, informou o diretor do Cecan.

Entre as iniciativas que contribuíram na melhoria do atendimento, prevenção e diagnóstico está o Sábado sem Câncer, de rastreamento dos vários tipos de tumor. “A radioterapia, a unidade mais avançada do interior, recentemente adquiriu o sistema de Radioterapia de Intensidade Modulada (IMRT), que visualiza o câncer e destrói apenas as células cancerosas.”

Ele disse que o câncer é a doença que mais mata na cidade, realidade diferente do contexto nacional, em que a doença cardiovascular é a mais mortal. “65% dos casos são curados se o tratamento for bem feito, com radio, quimio e cirurgia, num contexto multidisciplinar”.

Após as suas considerações, o vereador Osvaldo Schiavolin, o Tozão (PSDB), quis saber quantos tipos de câncer foram diagnosticados. Em resposta, Cunha informou que 28% são de câncer de próstata, 26% de mama, 23% de intestino grosso (colo retal) e também o colo de útero.

O vereador Ronaldo Moschini (PPS), que é médico e atua na rede pública do município, informou que Piracicaba é conhecida como exemplos nos procedimentos. “A cura é de 80%, quando diagnosticado inicialmente o câncer”, reforçou.

Também profissional da área, o vereador Ary de Camargo Pedroso Jr. (SD) desejou que “a parceria Cecan e Santa Casa continue N vezes 24. Pois ela realmente trouxe uma cura para Piracicaba”.



Texto:  Rodrigo Alves - MTB 42.583
Imagens de TV:  TV Câmara


Tópicos: LegislativoAry Pedroso JrRonaldo MoschiniOsvaldo Schiavolin

Notícias relacionadas