PIRACICABA, SEGUNDA-FEIRA, 17 DE JUNHO DE 2019
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

11 DE JUNHO DE 2019

Programa Pelos Caminhos da Saudade completa 70 anos e será homenageado


Moção de aplausos será entregue pela vereadora Coronel Adriana



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 Salvar imagem em alta resolução

Moção de aplausos foi aprovada na noite desta segunda-feira (10), na 35ª reunião ordinária






Na figura do radialista Fábio Cardoso Monteiro, em comemoração dos 70 anos do programa musical Pelos Caminhos da Saudade, a Rádio Educativa FM receberá a moção de aplausos 104/2019. A propositura é de autoria da vereadora Adriana Cristina Sgrigneiro Nunes, a Coronel Adriana (CID), e foi aprovada na noite desta segunda-feira (10), na 35ª reunião ordinária.

Com o propósito de divulgar e preservar a cultura da seresta, tradição de Piracicaba, o programa foi criado em maio de 1949, pelo entusiasta Arthêmio de Lello, então com 13 anos, que exercia a função de radialista e apresentador. Ele permaneceu até a década de 1960, quando problemas nas cordas vocais o impediram de atuar.

Na época, o programa era transmitido pela emissora Rádio PRD-6, no antigo Teatro Santo Estevão (onde atualmente se localiza o coreto da praça José Bonifácio) e tinha como colaboradores Dirlei de Almeida Canto, Carlos Cantareli e Edson Rontani.

Inicialmente, o programa tinha meia hora de duração, das 22h às 22h30 e, por ter caído no gosto da população, passou a integrar a programação diária da rádio, de segunda a sábado.

Com o afastamento de Arthemio, a vaga foi assumida por Manoel Lopes Alarcon, contabilista, pesquisador, historiador e radialista, que permaneceu à frente do programa até sua morte, em 1991.

Depois dele, conduziram o programa Alícia Nascimento, e o jornalista, na época editor chefe do Jornal de Piracicaba, Geraldo Nunes, que atuou até sua morte, em 2000.

O programa Pelos Caminhos da Saudade ficou fora do ar por mais de três anos, até que em agosto de 2003 voltou a ser apresentado na Rádio Educativa FM, conservando seu formato.

A volta foi possível graças a uma parceria entre Arthêmio de Lello, o jornalista, produtor cultural e radialista Fábio Cardoso Monteiro e o radialista Bene Galter, que permaneceu até 2005, trabalhando voluntariamente para a continuidade do programa que, hoje, é transmitido aos sábados, das 8h às 9h.

“Cabe registrar que o programa Pelos Caminhos da Saudade, além de cultural, é educativo, pois durante a execução das canções o ouvinte recebe informações sobre a canção, o autor, o intérprete da música, detalhes biográficos e históricos, além de serem dados os devidos créditos aos seus compositores e intérpretes”, reforçou Coronel Adriana, ao justificar a propositura, na tribuna da Câmara.

Ao longo dos anos a programação do Pelos Caminhos da Saudade prima por incluir em sua trilha musical cantores que marcaram época, como Francisco Alves, Carlos Galhardo, Silvio Caldas, Orlando Silva, Vicente Celestino, Aracy de Almeida, Dolores Duran, Isaura Garcia, Carmem Miranda, Noel Rosa, Elizeth Cardoso, Maysa, Lupício Rodrigues, Angela Maria e tantos outros.

Com a internet, o programa expandiu seus horizontes e hoje possui ouvintes nos estados do Pará, Goiás, Santa Catarina, Amapá, Rio de Janeiro, Minas Gerais e em países como Japão, Austrália, Alemanha, Chile, Peru, França, Estados Unidos, Canadá, México, Inglaterra e Portugal.

Durante a 35ª reunião ordinária, realizada na noite desta segunda-feira (10), a vereadora leu o texto da propositura e enalteceu o homenageado Fábio Cardoso Monteiro que estava presente. 



Texto:  Ana Caroline Lopes
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343
Revisão:  Rodrigo Alves - MTB 42.583
Imagens de TV:  TV Câmara


Tópicos: LegislativoAdriana Nunes

Notícias relacionadas