PIRACICABA, TERÇA-FEIRA, 18 DE JUNHO DE 2019
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

10 DE MAIO DE 2019

Lair Braga se diz tranquilo com trabalho de combate à dengue na cidade


Vereador comparou casos de Piracicaba com outros municípios e lamentou transferência da empresa Oxitec



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 Salvar imagem em alta resolução

Ele procurou secretário de Saúde para saber como é feito controle em Piracicaba






Expressando preocupação com o número de casos de dengue registrados na cidade, o vereador Lair Braga (SD) procurou o secretário municipal de Saúde, Pedro Mello, para saber como o Executivo atua no controle da doença. O parlamentar disse ter saído convencido da conversa.

Segundo Lair, a atuação da Prefeitura tem foco no controle do vetor e na intensificação das ferramentas atuais, que são a eliminação dos criadouros e o uso de inseticidas, as quais esbarram em limitações: respectivamente, a dificuldade em exterminar todos os focos que dão origem ao mosquito e a impossibilidade de alcançar todos os locais e as fases da vida do inseto.

Lair defendeu o método utilizado pela Oxitec, porque "atinge somente o mosquito, preservando outros insetos". O "Aedes do Bem" é tido como uma linhagem geneticamente modificada do Aedes aegypti, desenvolvida para combater o mosquito transmissor da dengue, da zika e da chikungunya. O mosquito é produzido em laboratório pela Oxitec, uma empresa britânica que inaugurou a fábrica em Piracicaba em outubro de 2016.

O vereador comparou o número de casos entre cidades do Estado, com base em dados atualizados este mês: Piracicaba tem 603 casos e nenhuma morte, Americana tem 1.251 casos e 4 mortes suspeitas e Bauru lidera com 15.046 casos e 17 mortes.

"Esses números de Piracicaba não me animam, eles me preocupam, mas eu diria que Piracicaba apresenta os menores índices de casos de dengue", disse o vereador, que ponderou, no entanto, que em conversa com o secretário municipal de Saúde, Pedro Mello, foi convencido "de que o caso em Piracicaba, por ora, está controlado".

O parlamentar lamentou o fato de o Governo Federal não repassar o suficiente para que a empresa Oxitec continuasse em Piracicaba. "O municipio não tem condicções de bancar em Piracicaba o Oxitec, que foi para Campinas", disse, ao apresentar ainda pesquisa de satisfação que atestou aprovação de 97,6% da população ter aprovado a soltura do mosquito transgênico na cidade.



Texto:  Ricardo Vasques - MTB 49.918
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343
Imagens de TV:  TV Câmara


Tópicos: LegislativoLair Braga

Notícias relacionadas