PIRACICABA, SEXTA-FEIRA, 27 DE JANEIRO DE 2023
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

06 DE DEZEMBRO DE 2022

Câmara aprova em primeiro turno alteração no zoneamento do Itaperu


Objetivo do Executivo é transformar a área de mista para exclusivamente comercial. Raízen e Klabin já anunciaram investimentos no local



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Gustavo Annunciato - MTB 58.557 Salvar imagem em alta resolução

Vereadores participam da 64ª reunião ordinária na noite desta segunda-feira (5)






Projeto de lei complementar 16/2022 de autoria do Executivo Municipal, que introduz alterações nas Leis Complementares nº 405/2019 (Plano Diretor de Desenvolvimento de Piracicaba) e nº 421/2020 (disciplina o uso e ocupação, parcelamento, condomínio e edificação do solo urbano) para modificar o zoneamento urbano do bairro Itaperu foi aprovado em primeira discussão na noite desta quinta-feira (5), durante a 64ª reunião ordinária.

A área do Itaperu, bairro localizado às margens da rodovia Geraldo de Barros – SP 304 – que liga Piracicaba (SP) a São Pedro (SP) – é mista e comporta empreendimentos comerciais e casas populares para famílias de baixa renda.

Com a mudança do plano diretor para área estritamente comercial, a Prefeitura tem a intenção de compensar a área residencial em outro local do município, de modo que o Itaperu fique comercial em sua totalidade.

O “compromisso” da Administração Municipal de compensar a área residencial do Itaperu para outra ZEIS (Zona Especial de Interesse Social) foi firmado durante audiência pública promovida no plenário municipal “Francisco Antônio Coelho” no último dia 18 com a participação do secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo, José Luiz Guidotti Jr.

A alteração no zoneamento, argumenta o Executivo, é necessária para abrigar as novas plantas das empresas Klabin e Raízen. No caso específico da Klabin, com a implantação da nova fábrica, serão gerados em um primeiro momento 500 vagas de empregos, podendo chegar a 700 postos de trabalho quando a empresa estiver em plena operação. O investimento, de acordo com o projeto, é na ordem de R$ 1,6 bilhão.

Já a Raízen, a previsão de investimentos no Itaperu gira em torno de R$ 300 mi. A fábrica será responsável pela produção de biometano, com inauguração prevista para 2023.

Com a aprovação em primeiro turno, o texto está apto a ser apreciado em segunda discussão.

Os vereadores Rai de Almeida (PT), Paulo Campos (Podemos), Josef Borges (Solidariedade), Gustavo Pompeo (Avante) e Acácio Godoy (PP) discutiram o projeto na tribuna. O vídeo com a participação dos parlamentares pode ser visto ao lado esquerdo da página.



Texto:  Marcelo Bandeira - MTB 33.121
Supervisão:  Rodrigo Alves - MTB 42.583
Imagens de TV:  TV Câmara


Legislativo Paulo Campos Acácio Godoy Josef Borges Gustavo Pompeo Rai de Almeida

Notícias relacionadas