PIRACICABA, QUINTA-FEIRA, 25 DE ABRIL DE 2019
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

15 DE ABRIL DE 2019

Secretária detalha projeto sobre festival de música em reunião da CLJR


Rosângela Camolese, titular da Ação Cultural e do Turismo, participou de reunião da Comissão de Legislação, Justiça e Redação da Câmara nesta segunda-feira.



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Leandro Trajano (1 de 6) Salvar imagem em alta resolução

Reunião da CLJR ocorreu na tarde desta segunda-feira

Reunião da CLJR ocorreu na tarde desta segunda-feira
Foto: Leandro Trajano (2 de 6) Salvar imagem em alta resolução

Reunião da CLJR ocorreu na tarde desta segunda-feira

Reunião da CLJR ocorreu na tarde desta segunda-feira
Foto: Leandro Trajano (3 de 6) Salvar imagem em alta resolução

Reunião da CLJR ocorreu na tarde desta segunda-feira

Reunião da CLJR ocorreu na tarde desta segunda-feira
Foto: Leandro Trajano (4 de 6) Salvar imagem em alta resolução

Reunião da CLJR ocorreu na tarde desta segunda-feira

Reunião da CLJR ocorreu na tarde desta segunda-feira
Foto: Leandro Trajano (5 de 6) Salvar imagem em alta resolução

Reunião da CLJR ocorreu na tarde desta segunda-feira

Reunião da CLJR ocorreu na tarde desta segunda-feira
Foto: Leandro Trajano (6 de 6) Salvar imagem em alta resolução

Reunião da CLJR ocorreu na tarde desta segunda-feira

Reunião da CLJR ocorreu na tarde desta segunda-feira
Foto: Leandro Trajano Salvar imagem em alta resolução

Reunião da CLJR ocorreu na tarde desta segunda-feira



Uma das proposituras recebidas pela Comissão de Legislação, Justiça e Redação da Câmara, em reunião na tarde desta segunda-feira (15), o projeto de lei 34/2019 teve pontos esclarecidos pela secretária da Ação Cultural e do Turismo, Rosângela Camolese. Ela detalhou aspectos da proposta que institui o Festival de Música Raiz de Piracicaba.

Rosângela foi convidada a vir à Câmara pelos membros da comissão, que tem como presidente José Aparecido Longatto (PSDB), como relatora Adriana Cristina Sgrigneiro Nunes, a Coronel Adriana (PPS), e como membro Marcos Abdala (PRB).

A secretária esclareceu que o projeto de lei que cria o festival prevê um gasto de até R$ 250 mil, mas há a expectativa de que a licitação para a contratação da empresa que ficará responsável pela organização do evento reduza as despesas totais em torno de 30%.

Ela lembrou que fez remanejamento do Orçamento, "sem cortar nada", para destinar verba e viabilizar o festival, cuja realização é reivindicada há pelo menos 15 anos por músicos da cidade.

A reunião também discutiu a possibilidade de ser apresentada emenda ao texto original para que o troféu a ser entregue aos finalistas leve, a cada edição do evento, o nome de um cantor ou compositor renomado, como forma de homenagem à sua trajetória na música raiz.

O festival, voltado à apresentação de novas canções do gênero, deve ser realizado em três dias, com a classificação de dez finalistas nos dois primeiros dias para a grande decisão, no terceiro. O primeiro colocado deve receber R$ 7 mil, o segundo, R$ 5 mil e o terceiro, R$ 3 mil.

Além do projeto de lei 34/2019, outros quatro foram recebidos pela CLJR na reunião desta segunda-feira, que ainda teve cinco proposituras com parecer assinado, duas com nova redação e duas com redação final.

Os vereadores contaram com a assessoria técnica da equipe do Departamento de Assuntos Jurídicos, formada pelo diretor Filipe Vieira da Silva, pela advogada Laura Checoli e pela estagiária em Direito Mônica Pressutto.



Texto:  Ricardo Vasques - MTB 49.918
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343


Tópicos: Comissão de Legislação, Justiça e RedaçãoJosé LongattoAdriana NunesMarcos Abdala

Notícias relacionadas