PIRACICABA, SEGUNDA-FEIRA, 30 DE MARÇO DE 2020
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

17 DE DEZEMBRO DE 2019

Rede de Atendimento mira fluxogramas e lança novos desafios para 2020


Ações do Conselho e da Procuradoria da Mulher, integrada pelas vereadoras Nancy Thame e Coronel Adriana, contribuem com as políticas públicas de proteção à mulher



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (1 de 27) Salvar imagem em alta resolução

Rede de Atendimento mira fluxogramas e lança novos desafios para 2020

Rede de Atendimento mira fluxogramas e lança novos desafios para 2020
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (2 de 27) Salvar imagem em alta resolução

Tatiana Bonini

Tatiana Bonini
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (3 de 27) Salvar imagem em alta resolução

Rede de Atendimento mira fluxogramas e lança novos desafios para 2020

Rede de Atendimento mira fluxogramas e lança novos desafios para 2020
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (4 de 27) Salvar imagem em alta resolução

Rede de Atendimento mira fluxogramas e lança novos desafios para 2020

Rede de Atendimento mira fluxogramas e lança novos desafios para 2020
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (5 de 27) Salvar imagem em alta resolução

Rede de Atendimento mira fluxogramas e lança novos desafios para 2020

Rede de Atendimento mira fluxogramas e lança novos desafios para 2020
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (6 de 27) Salvar imagem em alta resolução

Sônia Pateis

Sônia Pateis
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (7 de 27) Salvar imagem em alta resolução

Nancy Thame

Nancy Thame
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (8 de 27) Salvar imagem em alta resolução

Heliani Berlato

Heliani Berlato
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (9 de 27) Salvar imagem em alta resolução

Juliane Oliveira

Juliane Oliveira
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (10 de 27) Salvar imagem em alta resolução

Rede de Atendimento mira fluxogramas e lança novos desafios para 2020

Rede de Atendimento mira fluxogramas e lança novos desafios para 2020
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (11 de 27) Salvar imagem em alta resolução

Marlise Galdino

Marlise Galdino
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (12 de 27) Salvar imagem em alta resolução

Rede de Atendimento mira fluxogramas e lança novos desafios para 2020

Rede de Atendimento mira fluxogramas e lança novos desafios para 2020
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (13 de 27) Salvar imagem em alta resolução

Rede de Atendimento mira fluxogramas e lança novos desafios para 2020

Rede de Atendimento mira fluxogramas e lança novos desafios para 2020
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (14 de 27) Salvar imagem em alta resolução

Rede de Atendimento mira fluxogramas e lança novos desafios para 2020

Rede de Atendimento mira fluxogramas e lança novos desafios para 2020
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (15 de 27) Salvar imagem em alta resolução

Rede de Atendimento mira fluxogramas e lança novos desafios para 2020

Rede de Atendimento mira fluxogramas e lança novos desafios para 2020
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (16 de 27) Salvar imagem em alta resolução

Nancy Thame

Nancy Thame
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (17 de 27) Salvar imagem em alta resolução

Rede de Atendimento mira fluxogramas e lança novos desafios para 2020

Rede de Atendimento mira fluxogramas e lança novos desafios para 2020
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (18 de 27) Salvar imagem em alta resolução

Rosália Ometto

Rosália Ometto
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (19 de 27) Salvar imagem em alta resolução

Rede de Atendimento mira fluxogramas e lança novos desafios para 2020

Rede de Atendimento mira fluxogramas e lança novos desafios para 2020
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (20 de 27) Salvar imagem em alta resolução

Rede de Atendimento mira fluxogramas e lança novos desafios para 2020

Rede de Atendimento mira fluxogramas e lança novos desafios para 2020
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (21 de 27) Salvar imagem em alta resolução

Rede de Atendimento mira fluxogramas e lança novos desafios para 2020

Rede de Atendimento mira fluxogramas e lança novos desafios para 2020
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (22 de 27) Salvar imagem em alta resolução

Rede de Atendimento mira fluxogramas e lança novos desafios para 2020

Rede de Atendimento mira fluxogramas e lança novos desafios para 2020
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (23 de 27) Salvar imagem em alta resolução

Rede de Atendimento mira fluxogramas e lança novos desafios para 2020

Rede de Atendimento mira fluxogramas e lança novos desafios para 2020
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (24 de 27) Salvar imagem em alta resolução

Marilda Soares

Marilda Soares
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (25 de 27) Salvar imagem em alta resolução

Rede de Atendimento mira fluxogramas e lança novos desafios para 2020

Rede de Atendimento mira fluxogramas e lança novos desafios para 2020
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (26 de 27) Salvar imagem em alta resolução

Rede de Atendimento mira fluxogramas e lança novos desafios para 2020

Rede de Atendimento mira fluxogramas e lança novos desafios para 2020
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (27 de 27) Salvar imagem em alta resolução

Rede de Atendimento mira fluxogramas e lança novos desafios para 2020

Rede de Atendimento mira fluxogramas e lança novos desafios para 2020
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 Salvar imagem em alta resolução

Rede de Atendimento mira fluxogramas e lança novos desafios para 2020



A Rede de Atendimento e Proteção à Mulher, sob coordenação da Procuradoria Especial da Mulher, da Câmara de Vereadores de Piracicaba – integrada por Nancy Thame (PSDB) e Adriana Cristina Sgrigneiro Nunes, a Coronel Adriana (CID) – e o Conselho Municipal da Mulher, sob a presidência de Carolina Angelelli, representada na manhã desta terça-feira (17), por Rosália Ometo, da Catedral Metodista de Piracicaba, se reuniu das 8h30 às 10h30, nas dependências da sala "Walter Ferreira da Silva", segundo andar do prédio anexo, rua São José, para um balanço geral de 2019 e deliberar sobre ações para o primeiro semestre de 2020, iniciando com a finalização dos fluxogramas que norteiam entidades, no encaminhamento de procedimentos protetivos em casos de violência contra as mulheres. 

A vereadora Nancy Thame apresentou uma retrospectiva sobre como surgiu a Rede de Atendimento à Mulher, a partir de uma mesa-redonda realizada na Semana da Mulher, sendo que no processo de discussões e lutas deu-se também a institucionalização da Procuradoria Especial da Mulher, que deve garantir a continuidade da temática em defesa destas cidadãs. 

Nancy pontuou ações a exemplo do 8 de março de 2018, em mesa-redonda sobre a criação da Rede de Atendimento de proteção à Mulher; da luta por espaços para garantir a voz da mulher e que o institucional assegure este espaço democrático.

Também pontuou a formação do grupo de trabalho da rede, onde cada entidade pôde se manifestar para mostrar o que estava fazendo frente às fragilidades do sistema de proteção. Além de enfatizar sobre a importância do levantamento de pesquisa, a ser elaborado pelo Ipplap (Instituto de Planejamento e Pesquisa), agora com verba destinada no Orçamento Municipal para este fim, no sentido de levantar o mapa da violência na cidade, que afeta a mulher. 

A parlamentar também falou dos 16 dias de ativismo, em atividades de formulação do Calendário conjunto, visando o alinhamento das agendas que perpassam as questões de proteção das mulheres. 

Nancy também referendou elaboração de Moção de Apelo, cobrando melhor estrutura para a  Delegacia de Defesa da Mulher; discussões de políticas públicas; início dos fluxogramas das entidades; consolidação de leis; encontro de mulheres; reforço de verbas no Orçamento Municipal; homenagens às mulheres negras e diversas ações que nortearam o ano de 2019, em nome da Procuradoria Especial da Mulher, na Câmara. 

A assessora da vereadora Nancy Thame, que integra o Centro de Documentação, Cultura e Política Negra e o Conepir (Conselho Municipal da Comunidade Negra de Piracicaba), Marilda Soares apresentou ofício direcionado ao presidente do Ipplap (Instituto de Planejamento e Pesquisa de Piracicaba), Arthur Ribeiro sobre levantamento e disponibilização de dados da violência contra a mulher no município. 

O documento enfatiza sobre a possibilidade de implantação do sistema de coleta e análise de dados relativos à violência contra a mulher, lembrando que foi aprovada na Câmara, a emenda 18, apresentada às peças orçamentárias: PPA (Plano Plurianual), LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) e LOA (Lei Orgânica Anual), na garantia de recursos financeiros para realização da pesquisa. 

Rosália Ometo fez uma breve retrospectiva nas contribuições das entidades para a formulação dos fluxogramas, que passaram por revisões ortográficas, definição de tonalidades das grafias, com preponderância às cores lilás e roxo.

Rosália também apresentou sugestões de reuniões mensais para o primeiro semestre de 2020, iniciando por 4 e 18 de fevereiro, março (17), abril (28), maio (19) e junho (16). 

Para o dia 29 de janeiro, das 9h00 às 11h00, nas dependências da Smads (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social) ficou marcado reunião do grupo de fluxogramas. 

A reunião do dia 4 de fevereiro ocorrerá no segundo andar do prédio anexo, com início às 8h30. Também foi reservado o dia 18 de fevereiro, para finalizar os encaminhamentos elencados no dia 4 e já se preparar sobre os encaminhamentos da realização da Semana da Mulher, com foco no dia 8 de março (Dia Internacional das Mulheres). 

Iniciando 2020, ficou marcado para o dia 23 de janeiro, quinta-feira, a reunião do grupo de produção textual, a ocorrer no terceiro andar do prédio anexo, sala A, "Euclides Buzetto". 

Marlise Galdino (Secretaria de Educação), falou da satisfação e do aprendizado que adquiriu ao participar das reuniões da Rede de Atendimento, sendo que será substituída por outra representante da Secretaria. 

A professora da Esalq, Heliani Berlato, que também integra o Conselho da Mulher, falou do reconhecimento especial à vereadora Nancy Thame, dado ao seu legado de luta em prol de espaços democráticos, na consolidação da cidadania, de participação para todos. 

O grupo de trabalho também registrou a presença de Juliane Martins de Oliveira (Conepir), Tatiana Bonini (secretaria Saúde), Vanessa Rosatto (Secretaria Municipal de Assistência - Cram), Veridiana Ricci (Secretaria Municipal de Assitência Social-Creas), Olívia dos Santos Fonseca (Delegacia da Mulher), Karina Conteiro (Enfermeira - Cedic), Sônia Pateis (Patrulha Maria da Penha), Solange Spironello (Assistente Social-Cras), André Calazans (Diretoria Regional de Ensino).

A vereadora Nancy Thame ressalou o caráter da última reunião do ano, com foco no fechamento dos fluxogramas, que representa um mapa na questão da proteção, da violência contra a mulher, agregando todas as instituições que participam da Rede de Proteção. 

O próximo passo, com o fechamento, será a validação de cada um dos fluxogramas e a produção textual, para que se possa divulgar este material como documento do município. 

Nancy Thame também citou vários trabalhos, a exemplo da consolidação dos programas, de avaliação de como isto será divulgado e, uso do resultado da pesquisa, onde se avaliará a forma e o tipo de encaminhamento, em apontamentos que servirão para estruturar a Semana da Mulher, no mês de março. 

"Que todos estes documentos venham a ter luz e visibilidade, neste trabalho conjunto, na Semana da Mulher, em março", disse. 

Rosália Ometto também fez considerações sobre a última reunião, em 2019, lembrando que institucionalmente são 15 entidades representativas que estão compondo o Conselho, em instituições do município e, uma do Estado, pela secretaria de Educação. 

Também acentuou a importância de traçar um perfil a partir da realidade que nós temos, que mostra o empenho de cada secretaria, de cada órgão.

"Nem eles próprios tinham um fluxograma interno, sendo que isso ajudou sistematizar,  a exemplo da Saúde, que ajudou a organizar, internamente algumas vias que ainda não estavam muito visíveis e adequadas", disse. Também afirmou que entende que o processo foi bastante interessante, de construção interna e que vai beneficiar toda população.

Sobre a divulgação dos fluxogramas às mulheres, para quem necessariamente não participou destas discussões, Rosália enfatizou a intenção, desde o começo, que os trabalhos são em prol da população, tanto que a ideia foi sendo revista para que o fluxograma ficasse mais fácil de ser entendido pela própria população. 

Também informou que a princípio ficou acertado duas formas de divulgação, no sistema online, onde toda tecnologia hoje é bem vinda, com o projeto em forma de manual, no compilamento de uma cartilha, que poderá ser disponibilizado, bem como, se tiver patrocínio e verba, a proposta é também fazer um material impresso, para ser divulgado. 

O subproduto disso é que se pode utilizar com informações em forma de palestras, de reuniões de conhecimento, com o objetivo de formar multiplicadores, para que várias mulheres possam entender, envolvendo diversos segmentos. 

Rosália relatou que há pouco tempo fez palestra para adolescentes em uma escola e, que em determinado ponto narrou que a cidade passará a contar com este fluxograma, sobre a violência contra as mulheres, bem como informou sobre isso para pessoas idosas.

"Então, em algum momento, todas nós, que estamos integradas nesta rede, podemos utilizar deste material para difundir e fazer novos multiplicadores, de pessoas que entendam, como todos nós, compreendendo um pouco mais do que o município tem a oferecer. Isto é brilhante, pois quase ninguém tem o que nós estamos construindo. Quem sabe a gente divulga isso para outros municípios, para que também fomentem estes processos", disse.



Texto:  Martim Vieira - MTB 21.939
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343


Tópicos: Procuradoria Especial da MulherNancy Thame

Notícias relacionadas