PIRACICABA, QUARTA-FEIRA, 19 DE FEVEREIRO DE 2020
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

26 DE SETEMBRO DE 2019

Escola Passo a Passo mapeia acessibilidade nos prédios da Câmara


Quinta visita faz parte do projeto Câmara Inclusiva da Casa



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Leandro Trajano (1 de 12) Salvar imagem em alta resolução

Escola Passo a Passo visitou a Câmara na manhã desta quarta-feira (25)

Escola Passo a Passo visitou a Câmara na manhã desta quarta-feira (25)
Foto: Leandro Trajano (2 de 12) Salvar imagem em alta resolução

Escola Passo a Passo visitou a Câmara na manhã desta quarta-feira (25)

Escola Passo a Passo visitou a Câmara na manhã desta quarta-feira (25)
Foto: Leandro Trajano (3 de 12) Salvar imagem em alta resolução

Escola Passo a Passo visitou a Câmara na manhã desta quarta-feira (25)

Escola Passo a Passo visitou a Câmara na manhã desta quarta-feira (25)
Foto: Leandro Trajano (4 de 12) Salvar imagem em alta resolução

Escola Passo a Passo visitou a Câmara na manhã desta quarta-feira (25)

Escola Passo a Passo visitou a Câmara na manhã desta quarta-feira (25)
Foto: Leandro Trajano (5 de 12) Salvar imagem em alta resolução

Associação notou melhorias na acessibilidade na Casa

Associação notou melhorias na acessibilidade na Casa
Foto: Leandro Trajano (6 de 12) Salvar imagem em alta resolução

Alunos conheceram Plenário Francisco Antonio Coelho

Alunos conheceram Plenário Francisco Antonio Coelho
Foto: Leandro Trajano (7 de 12) Salvar imagem em alta resolução

Alunos conheceram Plenário Francisco Antonio Coelho

Alunos conheceram Plenário Francisco Antonio Coelho
Foto: Leandro Trajano (8 de 12) Salvar imagem em alta resolução

Associação notou melhorias na acessibilidade na Casa

Associação notou melhorias na acessibilidade na Casa
Foto: Leandro Trajano (9 de 12) Salvar imagem em alta resolução

Associação notou melhorias na acessibilidade na Casa

Associação notou melhorias na acessibilidade na Casa
Foto: Leandro Trajano (10 de 12) Salvar imagem em alta resolução

Associação notou melhorias na acessibilidade na Casa

Associação notou melhorias na acessibilidade na Casa
Foto: Leandro Trajano (11 de 12) Salvar imagem em alta resolução

Associação notou melhorias na acessibilidade na Casa

Associação notou melhorias na acessibilidade na Casa
Foto: Leandro Trajano (12 de 12) Salvar imagem em alta resolução

Associação notou melhorias na acessibilidade na Casa

Associação notou melhorias na acessibilidade na Casa
Foto: Leandro Trajano Salvar imagem em alta resolução

Associação notou melhorias na acessibilidade na Casa



Com o intuito de tornar a Câmara de Vereadores de Piracicaba mais inclusiva a pessoas com todos os tipos de deficiência ou dificuldades de mobilidade, a Casa recebeu, na manhã desta quarta-feira (25), sete alunos da Associação de Pais e Amigos dos Alunos da Escola de Educação Especial Passo a Passo, para analisar as dependências de seus dois prédios (principal e anexo). A atividade faz parte do projeto Câmara Inclusiva, lançado em junho para identificar as adequações de acessibilidade, por meio da colaboração de entidades e o Comdef (Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência).

A Escola Passo foi fundada em Piracicaba em 30 agosto de 1989. Atualmente, atende cerca de 58 alunos com deficiência intelectual e múltipla, nos períodos integrais e vespertino.

O mapeamento pelos prédios da Câmara foi norteado pelo diretor do Departamento de Documentação e Transparência, Bruno Didoné, e a estagiária Luana Arcangeleti. O servidor do departamento de Relações Públicas e de Cerimonial, Tony Costa, também acompanhou o trajeto.

Após mostrar o Setor de Protocolo, localizado no hall de entrada do prédio principal, Bruno levou os alunos ao Plenário Francisco Antônio Coelho, onde foram recepcionados pelo presidente Gilmar Rotta (MDB). “Precisamos do apoio de vocês. É muito importante a participação para nos nortear nesse projeto”, disse o parlamentar.

No plenário, os alunos conheceram como funciona a votação dos vereadores durante as reuniões ordinárias, a tribuna popular e, acima de tudo, analisaram a acessibilidade do local, com rampas e escadas.

O Salão Nobre Helly de Campos Melges também foi conhecido pelos visitantes. Tony Costa reforçou que, neste local, são realizadas as homenagens e cerimônias.

O trajeto do prédio principal para o anexo foi o ponto mais complicado durante a visita, de acordo com as professoras da escola, Iádia Aparecida Rodrigues e Durvalina Nunes de Souza. Segundo Durvalina, todos os pontos da Casa estão bem acessíveis, porém, nessa localização, seria muito difícil para os deficientes visuais ou cadeirantes passarem, por conta dos buracos e a falta de rampa de acesso. “Esse foi um dos únicos problemas que notamos aqui. O resto, na minha opinião, está bem acessível”, disse.

Iádia reforçou que com o auxílio das entidades, o projeto Câmara Inclusiva só tende a acrescentar aos deficientes. “A nossa vinda foi muito importante. Notei que a Câmara está muito preparada, com os corrimões nas escadas e acessibilidade de cadeirantes. Porém, infelizmente, esse trajeto deixou a desejar”, disse.

No prédio anexo, os alunos puderam conhecer, no andar térreo, a Escola do Legislativo, os departamentos de Comunicação e Jurídico, além da Rádio Web. Logo após, subiram ao terceiro e quarto andares para conhecer os corredores, com os gabinetes e as salas de reuniões.

O aluno Magno Codognotode Oliveira, 37, contou que foi a sua primeira vez na Câmara. Para ele, não houve nenhuma dificuldade em subir os andares dos dois prédios. “Acho que todos aqui puderam aprender de alguma forma como funciona o Legislativo e notar as dificuldades”, disse.

O prédio anexo ainda não era conhecido por Romário Luiz de Oliveira, 25, que reforçou que o local ainda precisa de manutenção dos buracos em volta da entrada para o prédio anexo. “Foi uma visita muito legal. Acho que isso que pode mudar”, contou.

Essa é a quinta visita à Câmara promovida pelo Câmara Inclusiva. O Espaço Pipa, a Avistar (Associação de Atendimento à Pessoas com Deficiência Visual de Piracicaba), o CRP (Centro de Reabilitação de Piracicaba) e a Apae (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais) de Piracicaba já passaram pela Casa para trazer suas contribuições ao projeto.

Ainda nesta quinta-feira (25), às 14h, os atendidos pela Apaspi (Associação Pais Amigos Surdos Piracicaba) participaram da visita.

Após todas essas visitas e apontamentos, a Câmara irá fazer um cronograma com previsão de custos para com o intuito de elaborar um plano de ação para a inclusão.

Leia mais:

Espaço Pipa contribui com sugestões para tornar câmara mais inclusiva

Câmara Inclusiva: Avistar sugere melhorias de acessibilidade

Câmara incentiva 'olhar político' sobre acessibilidade

Câmara Inclusiva traz Apae para identificar dificuldades de mobilidade



Texto:  Ana Caroline Lopes
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343
Revisão:  Rodrigo Alves - MTB 42.583


Tópicos: CâmaraAndré BandeiraAry Pedroso JrCarlos Gomes da SilvaCarlos CavalcanteDirceu AlvesJosé LongattoLaércio Trevisan JrPaulo HenriqueRonaldo MoschiniChico AlmeidaGilmar RottaMatheus ErlerPaulo CamposPedro KawaiPaulo SerraRerlison RezendeIsac SouzaJonson OliveiraAdriana NunesLair BragaNancy ThameMarcos AbdalaOsvaldo SchiavolinAldisa MarquesWagner OliveiraAntonio PadovanZezinho PereiraChico Roncato

Notícias relacionadas