PIRACICABA, SEXTA-FEIRA, 25 DE MAIO DE 2018 Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

17 DE ABRIL DE 2018

Dia da Lembrança traz a memória das vítimas do holocausto nazista


Thomaz Venetianer, sobrevivente do holocausto nazista, estará em Piracicaba



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Assessoria parlamentar (1 de 3) Salvar imagem em alta resolução

Thomas Venetianer, sobrevivente do holocausto nazista, irá relatar um pouco da sua história

Thomas Venetianer, sobrevivente do holocausto nazista, irá relatar um pouco da sua história
Foto: Assessoria parlamentar (2 de 3) Salvar imagem em alta resolução

Thomas Venetianer e o vereador André Bandeira

Thomas Venetianer e o vereador André Bandeira
Foto: Assessoria parlamentar (3 de 3) Salvar imagem em alta resolução

Reunião solene acontece às 19h30 na Etec Dr. Ary de Camargo Pedroso

Reunião solene acontece às 19h30 na Etec Dr. Ary de Camargo Pedroso
Foto: Assessoria parlamentar Salvar imagem em alta resolução

Thomas Venetianer e o vereador André Bandeira


A Câmara de Vereadores de Piracicaba, por meio do gabinete do vereador André Bandeira (PSDB) e a Comunidade Israelita de Piracicaba, realiza nesta quarta-feira (18), várias atividades em alusão ao Dia Municipal da Lembrança, data em memória às vítimas do holocausto cometido pelos nazistas e seus adeptos, que ceifou a vida de milhões de judeus durante a 2ª Guerra Mundial, conflito militar global que durou de 1939 a 1945, envolvendo a maioria das nações do mundo, incluindo as grandes potências mundiais, e que culminou com a vitória dos países aliados, contra a Alemanha (nazista), Itália (fascista) e o Japão.

A primeira atividade acontecerá às 10h, no Sesi Vila Industrial, com a palestra com Thomas Venetianer, sobrevivente do holocausto nazista, que irá relatar um pouco da sua história de vida.

A segunda atividade, às 15h, será na Etec Fernando Febeliano da Costa, também com a palestra de Thomas.

Às 19h30, na Etec Dr. Ary de Camargo Pedroso, na Paulista, acontece a Reunião Solene em alusão ao Dia Municipal da Lembrança, com a participação de representantes dos segmentos que foram perseguidos pelos nazistas na 2ª Guerra Mundial. O grande marco desta solenidade é o acendimento das velas pelos representantes das comunidades israelitas, LGBT, negros, protestantes, maçonaria, testemunhas de Jeová e pessoas com deficiência.

O Dia Municipal da Lembrança é realizado pela Câmara de Vereadores devido ao decreto legislativo 8/2011, de autoria do ex-vereador e atual presidente da Emdhap (Empresa Municipal de Desenvolvimento Habitacional de Piracicaba), João Manoel dos Santos, e realizada atualmente com a aprovação do requerimento 203/2018, de autoria do vereador André Bandeira.

HOLOCAUSTO - O Holocausto foi a perseguição e o extermínio organizado e patrocinado pelo governo nazista, de aproximadamente seis milhões de judeus pela Alemanha e seus aliados. Holocausto é uma palavra de origem grega que significa “sacrifício pelo fogo”. Os nazistas, que chegaram ao poder na Alemanha em janeiro de 1933, acreditavam que os alemães eram "racialmente superiores” aos judeus, por eles considerados como uma ameaça externa à chamada comunidade racial alemã. Os nazistas também perseguiram outros grupos por sua “inferioridade racial”: ciganos, deficientes físicos e mentais, e alguns povos eslavos (poloneses e russos, entre outros). Outros grupos eram perseguidos sob pretextos políticos, ideológicos e comportamentais, entre eles os comunistas, os socialistas, as Testemunhas de Jeová e os homossexuais.

No início do regime nazista, criou campos de concentração para deter seus oponentes políticos e ideológicos, fossem eles reais ou imaginários. Após a invasão da União Soviética pela Alemanha, em junho de 1941, as Einsatzgruppen (Unidades Móveis de Extermínio), seguindo o exército nazista, ficavam atrás das linhas de fogo para realizar operações de assassinato em massa de judeus, ciganos, autoridades do estado soviético, e do Partido Comunista.

Juntas, as SS, a polícia e as unidades militares alemãs assassinaram mais de seis milhões de homens, mulheres e crianças judias e centenas de milhares de pessoas de outros grupos étnicos e ideológicos.

Entre 1941 e 1944, as autoridades nazistas alemãs deportaram milhões de judeus da Alemanha, dos territórios ocupados e dos países a elas aliados [o Eixo] para guetos e centros de extermínio, muitas vezes chamados de campos de extermínio, onde eram mortos nas instalações de gás especialmente criadas para aquele fim.

Em 1933, a população judaica europeia era composta por mais de nove milhões de pessoas. Em 1945, nove anos após, os alemães e seus colaboradores haviam assassinado aproximadamente dois entre cada três judeus europeus através da operação denominada "solução final", a política nazista cujo objetivo era matar todos os judeus da Europa.

A Alemanha nazista foi derrota pelos aliados em 1945, e seu líder Adolph Hitler cometeu o suicídio.

Até hoje, o povo de Israel, observa dois minutos de silêncio em abril, para recordar o Dia da Shoa e prestar a homenagem aos seis milhões de judeus vítimas do nazismo durante a 2ª Guerra Mundial.



Texto:  Assessoria parlamentar
Revisão:  Rodrigo Alves - MTB 42.583


Tópicos: Legislativo

Notícias relacionadas