PIRACICABA, QUARTA-FEIRA, 23 DE MAIO DE 2018 Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

18 DE ABRIL DE 2018

Cidade não deve criar novos focos de urbanização, diz professor


Roberto Braga, da Unesp, participou da terceira aula sobre Plano Diretor; na ocasião, Laís Salvador falou sobre parques lineares



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (1 de 5) Salvar imagem em alta resolução

Roberto Braga, professor da Unesp

Roberto Braga, professor da Unesp
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (2 de 5) Salvar imagem em alta resolução

Terceira aula do minicurso aconteceu no Salão Nobre Helly de Campos Melges

Terceira aula do minicurso aconteceu no Salão Nobre Helly de Campos Melges
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (3 de 5) Salvar imagem em alta resolução

Nancy Thame (PSDB), diretora da Escola do Legislativo

Nancy Thame (PSDB), diretora da Escola do Legislativo
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (4 de 5) Salvar imagem em alta resolução

Laís Margota Salvador falou sobre parques lineares

Laís Margota Salvador falou sobre parques lineares
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (5 de 5) Salvar imagem em alta resolução

Depois das apresentações, aconteceu debate sobre Plano Diretor

Depois das apresentações, aconteceu debate sobre Plano Diretor
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 Salvar imagem em alta resolução

Terceira aula do minicurso aconteceu no Salão Nobre Helly de Campos Melges




A revisão do Plano Diretor do Município – em andamento e com previsão de ser finalizada neste ano – deve cuidar para não criar novas manchas ocupação. “É preciso evitar a expansão de novos focos de urbanização”, disse Roberto Braga, professor da Unesp – Rio Claro, durante a terceira aula, na tarde desta quarta-feira (18), no Salão Nobre Helly de Campos Melges, do minicurso sobre o assunto da Escola do Legislativo.

“Isso cria um problema muito sério para população e ao gestor municipal, sobretudo por conta das políticas públicas, que se tornam muito mais difícil de ser equacionada, por conta desta dispersão”, disse. “Temos que tentar reverter isso, buscar preencher vazios urbanos e elencar como prioritários para urbanização as áreas já adotadas de infra-estrutura”, sugere.

Durante a apresentação no minicurso, o professor partiu do conceito da sustentabilidade para contestar o atual modelo de urbanização de Piracicaba, onde, ele avalia, “há muito desperdício”, ocasionado pela lógica de mercado ser colocada acima das questões sociais e ambientais.

“A gente tem que tentar colocar a cidade em um sistema mais sustentável, precisa repensar o modelo de urbanização, o qual tem sido bastante predatório”, destacou, ao avaliar a proteção ao Plano Diretor, para que este não vire o que chamou “colcha de retalhos”. “Demora-se um ano para discutir a revisão e, no dia seguinte, já se tenta alterá-lo”, destacou.

Uma das ferramentas apresentadas como soluções na busca da sustentabilidade são os chamados “parques lineares”, com foco na proteção dos olhos d’água no perímetro urbano. O tema foi apresentado pela arquiteta e mestranda Laís Margota Salvador. “Eu entendo que o Plano Diretor pode trazer (a questão dos parques lineares) a partir do zoneamento da cidade, que possibilite a implantação à beira rio”, disse. 

Na apresentação, ela destacou projetos já implantados na cidade. O parque linear da avenida Renato Wagner, onde se estabeleceu uma proteção em um trecho da margem esquerda do Rio Piracicaba. “Apesar de algumas críticas, como a falta de linearidade com a margem oposta, é uma boa iniciativa”, avaliou. 

Laís destacou, ainda, o Parque Natural da Cidade, na região Norte, onde há a confluência de três mananciais: Ribeirão das Ondas, o rio Corumbataí e o rio Piracicaba.

Diretora da Escola do Legislativo, a vereadora Nancy Thame (PSDB) destaca a importância do debate dentro do contexto de revisão do Plano Diretor. “Tem muitos itens (a serem apresentados ao Plano Diretor), estamos fazendo um apanhado, como por exemplo os parques lineares e a idéia de requalificação urbano, então, vamos juntar tudo isso junto com outros grupos para ver como faremos esse encaminhamento”, disse. 

O minicurso Plano Diretor, da Escola do Legislativo, conta com a parceria com o Observatório Cidadão. A próxima aula será na próxima terça-feira (24), com os temas “Os Projetos de HIS – Habitação de Interesse Social e suas Interferências no Território” e “A Legislação e os Caminhos da Segregação Sócio Espacial”.

(Assista no player à reportagem veiculada pelo "Jornal da Câmara".)



Texto:  Erich Vallim Vicente - MTB 40.337
Imagens de TV:  Paulo Soares - MTB 62.602
Reportagem de TV:  Isabela Sabéllico (estagiária)
Edição de TV:  Paulo Soares - MTB 62.602


Tópicos: Escola do LegislativoNancy Thame

Notícias relacionadas