PIRACICABA, QUARTA-FEIRA, 20 DE SETEMBRO DE 2017 Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

30 DE AGOSTO DE 2017

Ciclo de palestras na Câmara aborda gestão empreendedora feminina


Penúltimo encontro do projeto "Promovendo a inclusão e o empoderamento feminino", da Escola do Legislativo, abordou estatísticas, contextos históricos e oportunidades.



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Lucas do Nascimento Machado (estagiário) (1 de 3) Salvar imagem em alta resolução

Taís Lacerda debateu sobre empreendedorismo feminino na Escola do Legislativo

Taís Lacerda debateu sobre empreendedorismo feminino na Escola do Legislativo
Foto: Lucas do Nascimento Machado (estagiário) (2 de 3) Salvar imagem em alta resolução

Nancy Thame destacou que o curso trouxe grande aprendizado para os participantes

Nancy Thame destacou que o curso trouxe grande aprendizado para os participantes
Foto: Lucas do Nascimento Machado (estagiário) (3 de 3) Salvar imagem em alta resolução

Taís Lacerda debateu sobre empreendedorismo feminino na Escola do Legislativo

Taís Lacerda debateu sobre empreendedorismo feminino na Escola do Legislativo
Foto: Lucas do Nascimento Machado (estagiário) Salvar imagem em alta resolução

Taís Lacerda debateu sobre empreendedorismo feminino na Escola do Legislativo


O penúltimo encontro do projeto "Promovendo a inclusão e o empoderamento feminino", nesta terça-feira (29), pela Escola do Legislativo, trouxe a temática "Gestão empreendedora feminina". A palestra foi dada por Taís Lacerda, professora da Unimep (Universidade Metodista de Piracicaba) e responsável pela concepção do projeto, realizado em parceria com a instituição de ensino.

Diretora da Escola do Legislativo, a vereadora Nancy Thame (PSDB) classificou o ciclo de palestras como "um sucesso". "Temos aprendido muito graças à professora Taís, que veio até nós com a ideia para o projeto", comentou.

Taís iniciou o debate com estatísticas e exemplos que ilustram as diferenças no mercado de trabalho e na vida da mulher e as lutas e os manifestos que reivindicam a igualdade de gênero. Em seguida, citou contextos históricos e as questões culturais ––de família, estilo de vida e relações–– às quais a mulher é submetida.

Segundo a professora, a promoção do empoderamento feminino está relacionada a fornecer às mulheres direitos iguais no acesso a recursos econômicos, a aumentar o uso de tecnologia de base e a adotar e fortalecer políticas sólidas e a legislação. "A participação da mulher acontece de forma tímida. É muito difícil ela conseguir o financiamento de recursos para um projeto, por exemplo, diferentemente dos homens", explicou Taís.

Marilda Soares, uma das pessoas que acompanharam a palestra, citou que não há políticas públicas para algumas áreas. "Muitas vezes circulamos os ideiais e caminhamos sobre esse véu sem concretizar alguma coisa. Há motivação, porém sem recursos. Precisamos estar juntas, refletir juntas e propor juntas", refletiu.

Taís ponderou sobre as ações que as mulheres devem tomar. "Cabe a nós pensarmos nas formas de fazer e desenvolver um produto. Temos que pensar, criar e agregar mais. Copiamos muitas coisas. Para um país em desenvolvimento, usar uma tecnologia de fora, que ainda não esteja aqui, já é inovação", pontuou.



Texto:  Lucas Lima
Supervisão:  Ricardo Vasques - MTB 49.918


Tópicos: Escola do LegislativoNancy Thame

Notícias relacionadas