PIRACICABA, QUINTA-FEIRA, 20 DE JUNHO DE 2019
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

01 DE MARÇO DE 2019

Diocese adere à campanha da Câmara e Prefeitura pelo BAEP


Movimento cresce com a adesão de setores da sociedade



EM PIRACICABA (SP)  

Salvar imagem em alta resolução


A Diocese de Piracicaba, que tem como bispo Dom Fernando Mason, é a mais nova parceira na luta pela instalação do Baep (Batalhão de Ações Especiais de Polícia) em Piracicaba. A Iniciativa da Câmara de Vereadores e da Prefeitura tem o articulação do deputado estadual Roberto Morais. Estão sendo colhidas assinaturas para um abaixo-assinado, que será entregue ao governador João Dória Jr., com o pedido.

No total, 15 municípios fazem parte da Diocese de Piracicaba. São 69 paróquias, 28 das quais instaladas na cidade. De acordo com o coordenador diocesano de Pastoral, padre Kleber Fernandes Danelon, as listas para o abaixo-assinado serão enviadas para os e-mails das paróquias, com o pedido de apoio aos padres para coleta das assinaturas dos fiéis.

“A ideia é aproveitar o início da Quaresma para conscientizar as pessoas sobre o benefício que seria termos uma polícia especializada. Há um crescimento grande não só de Piracicaba, que chegou aos 400 mil habitantes, mas da região. Seria importante não depender apenas de São Paulo para atender a cidade e a região, aumentando o efetivo da polícia e a própria sensação de segurança”, observou padre Kleber. “Espero que haja de fato esse apoio. A segurança social é uma causa que preocupa os piracicabanos e todos da região”, finaliza.

Para o presidente Gilmar Rotta, a adesão amplia consideravelmente o alcance da campanha. "Quanto maior o envolvimento maiores nossas chances de sensibilizar o governador a destinar à cidade este importante serviço", disse.

COMPROMISSO - Em sua campanha ao governo do Estado pelas redes sociais, no ano passado, João Dória assumiu alguns compromissos com Piracicaba, um deles foi a instalação do Baep. Os abaixo-assinados poderão ser reproduzidos e, após a coleta das assinaturas, encaminhados à Câmara de Vereadores e também à Prefeitura (Chefia de Gabinete), que fará o documento chegar ao governador.

Os Baeps foram criados para combater o crime de maneira mais ostensiva no Estado. Nas unidades especializadas, as equipes atuam de forma semelhante aos padrões do policiamento de Choque. Atualmente, há cinco Baeps distribuídos em Campinas, Santos, São José dos Campos, zona Leste da Capital e Barueri. A previsão é que os quatro novos Baeps passem a funcionar em meados de abril.



Texto:  Valéria Rodrigues - MTB 23.343
Supervisão:  Valéria Rodrigues - MTB 23.343
Revisão:  Valéria Rodrigues - MTB 23.343


Tópicos: SegurançaGilmar Rotta

Notícias relacionadas