PIRACICABA, QUINTA-FEIRA, 20 DE JUNHO DE 2019
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

20 DE DEZEMBRO DE 2018

Escola do Legislativo recebeu 4.600 pessoas em 2 anos de atividades


Entre as principais conquistas do período está o Prêmio Paulista de Boas Práticas Legislativas.



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (1 de 5) Salvar imagem em alta resolução

Canal do YouTube, lançado recentemente, conta com 120 vídeos

Canal do YouTube, lançado recentemente, conta com 120 vídeos
Foto: Sidney Jr (2 de 5) Salvar imagem em alta resolução

Entrega do Prêmio Paulista de Boas Práticas Legislativas

Entrega do Prêmio Paulista de Boas Práticas Legislativas
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (3 de 5) Salvar imagem em alta resolução

Temas de relevância sociais estiveram em discussão

Temas de relevância sociais estiveram em discussão
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (4 de 5) Salvar imagem em alta resolução

Inauguração de sala de aula no andar térreo do prédio anexo: acessibilidade

Inauguração de sala de aula no andar térreo do prédio anexo: acessibilidade
Foto: Comunicação (5 de 5) Salvar imagem em alta resolução

Nancy participa da formatura da turma do Curso Técnico de Legislativo

Nancy participa da formatura da turma do Curso Técnico de Legislativo
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 Salvar imagem em alta resolução

Canal do YouTube, lançado recentemente, conta com 120 vídeos



Avaliada positivamente por 97,30% dos participantes, a Escola do Legislativo da Câmara de Vereadores de Piracicaba ofereceu, em dois anos de atividades, palestras, cursos e debates para 4.600 pessoas. Sempre voltados para a capacitação e promoção da cidadania, os conteúdos garantiram o Prêmio Paulista de Boas Práticas Legislativas.

Para a diretora da Escola, a vereadora Nancy Thame (PSDB), as iniciativas contribuíram para ampliar o diálogo com a sociedade e proporcionou um novo olhar sobre o Legislativo. “Sem dúvida, 2018 abriu o caminho da consolidação deste trabalho. Depois do processo de implantação em 2017, neste ano conseguimos maior adesão externa, mas sobretudo um entendimento melhor do que representa a Escola para a Câmara”, disse.

A parlamentar avalia que o período foi importante para descobertas positivas. “Tem um movimento latente no município de pessoas que, embora tenham suas posições, elas querem conversar, e isso é impressionante”, enfatizou.

As boas experiências na Escola motivaram Nancy a defender seu TCC (trabalho de conclusão de curso) sobre o tema, em curso de especialização da Esalq/USP (Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz).

Em dois anos, a Escola estabeleceu parcerias e cooperações técnicas com 23 instituições e contou com a colaboração de 58 docentes voluntários, envolvidos em 206 atividades (sendo 98 entre abril e dezembro de 2017 e 108 entre março e dezembro deste ano).

Desde a implementação da Escola, os participantes receberam fichas de avaliação ao final das atividades e os índices sempre demonstraram a satisfação. No ano passado, 93,76% classificaram os cursos, palestras e oficinas como "bom/excelente", número que ficou em 97,30% em 2018. Índice acima dos 90% também foi registrado nas avaliações das instalações e do atendimento, recursos audiovisuais e processo de inscrição.

O presidente da Câmara, vereador Matheus Erler (PTB), avalia que a Escola do Legislativo tem colaborado para o processo de conscientização pública. "Muitas lideranças, pequenos grupos, moradores da periferia, estudantes, enfim, uma pluralidade de pessoas, estão chegando à Câmara por causa da Escola. Neste aspecto, a escolha pela vereadora Nancy Thame como diretora foi muito acertada. Ela foi atrás de um corpo docente voluntário, que tem sido muito elogiado e que se destaca pela amplitude de temas", diz.

Temas de relevância sociais estiveram em discussão nas palestras, cursos e debates, como o fim da violência contra a mulher, empoderamento feminino, regularização fundiária, educação ambiental, riscos da internet, economia doméstica, finanças pessoais, Lei Maria da Penha, Estatuto do Idoso, monitoramento e avaliação das políticas públicas, qualidade de atendimento ao cliente, segurança pública, justiça restaurativa, astronomia, entre outros.

A Escola também ofereceu o Curso Técnico Legislativo, desde o segundo semestre de 2017, por meio de parceria com o Centro de Paula Souza/Etec Professor Coronel Fernando Febeliano da Costa. A primeira turma teve formatura na última terça-feira (18) e frequentou as aulas durante dois anos, com carga de 1.570 horas.

CONQUISTAS ––  Entre as conquistas deste ano está a sala de aula no andar térreo do prédio anexo da Câmara, inaugurada em 25 de maio, tendo como foco a acessibilidade de pessoas com deficiência, idosos ou com mobilidade reduzida. Com 65 metros quadrados, ela tem capacidade para 70 alunos e foi concebida como área complementar às demais já utilizadas pela Câmara no desenvolvimento das aulas.

As inovações tecnológicas foram reforçadas este ano, com a transmissão ao vivo pela TV Câmara e internet, além da criação de um canal no YouTube, inaugurado com 120 vídeos.

DIvulgada em novembro deste ano, a quarta edição do Prêmio Paulista de Boas Práticas Legislativas rendeu à Escola do Legislativo o primeiro lugar na subcategoria Educação para Cidadania, que integra a categoria Democracia e Cidadania. O evento foi realizado pelo Movimento Voto Consciente, OAB-SP (Ordem dos Advogados do Brasil Seccional São Paulo), Apel (Associação Paulista de Escolas do Legislativo e Contas) e Lab.Gov (Laboratório de Gestão Governamental da Universidade de São Paulo).

Para todas as atividades da Escola, houve o incentivo para doação de 1 litro de leite, em prol de 14 entidades filântrópicas credenciadas. Foram arrecadados 1.345 litros no período.



Texto:  Erich Vallim Vicente - MTB 40.337 Rodrigo Alves - MTB 42.583
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343
Revisão:  Erich Vallim Vicente - MTB 40.337


Tópicos: Escola do LegislativoNancy Thame

Notícias relacionadas