PIRACICABA, SEXTA-FEIRA, 28 DE JULHO DE 2017 Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

07 DE MAIO DE 2016

Virgínia Welch celebra a natureza em exposição na Câmara


Americana radicada em Piracicaba há quase 30 anos apresenta 19 obras em acrílica sobre tela



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (1 de 11) Salvar imagem em alta resolução

Trabalhos podem ser vistos até 27 de maio no hall do prédio anexo da Câmara

Trabalhos podem ser vistos até 27 de maio no hall do prédio anexo da Câmara
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (2 de 11) Salvar imagem em alta resolução

Trabalhos podem ser vistos até 27 de maio no hall do prédio anexo da Câmara

Trabalhos podem ser vistos até 27 de maio no hall do prédio anexo da Câmara
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (3 de 11) Salvar imagem em alta resolução

Trabalhos podem ser vistos até 27 de maio no hall do prédio anexo da Câmara

Trabalhos podem ser vistos até 27 de maio no hall do prédio anexo da Câmara
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (4 de 11) Salvar imagem em alta resolução

Trabalhos podem ser vistos até 27 de maio no hall do prédio anexo da Câmara

Trabalhos podem ser vistos até 27 de maio no hall do prédio anexo da Câmara
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (5 de 11) Salvar imagem em alta resolução

Trabalhos podem ser vistos até 27 de maio no hall do prédio anexo da Câmara

Trabalhos podem ser vistos até 27 de maio no hall do prédio anexo da Câmara
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (6 de 11) Salvar imagem em alta resolução

Trabalhos podem ser vistos até 27 de maio no hall do prédio anexo da Câmara

Trabalhos podem ser vistos até 27 de maio no hall do prédio anexo da Câmara
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (7 de 11) Salvar imagem em alta resolução

Trabalhos podem ser vistos até 27 de maio no hall do prédio anexo da Câmara

Trabalhos podem ser vistos até 27 de maio no hall do prédio anexo da Câmara
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (8 de 11) Salvar imagem em alta resolução

Trabalhos podem ser vistos até 27 de maio no hall do prédio anexo da Câmara

Trabalhos podem ser vistos até 27 de maio no hall do prédio anexo da Câmara
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (9 de 11) Salvar imagem em alta resolução

Trabalhos podem ser vistos até 27 de maio no hall do prédio anexo da Câmara

Trabalhos podem ser vistos até 27 de maio no hall do prédio anexo da Câmara
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (10 de 11) Salvar imagem em alta resolução

Trabalhos podem ser vistos até 27 de maio no hall do prédio anexo da Câmara

Trabalhos podem ser vistos até 27 de maio no hall do prédio anexo da Câmara
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (11 de 11) Salvar imagem em alta resolução

Trabalhos podem ser vistos até 27 de maio no hall do prédio anexo da Câmara

Trabalhos podem ser vistos até 27 de maio no hall do prédio anexo da Câmara
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 Salvar imagem em alta resolução

Trabalhos podem ser vistos até 27 de maio no hall do prédio anexo da Câmara


Ao percorrer a exposição Into Nature - Sights and Flights no hall do prédio anexo da Câmara de Vereadores de Piracicaba, o bilíngue salta aos olhos do público. Não seria para menos. A escolha pelo inglês-português para descrever as obras diz muito sobre Virginia Welch, artista nascida nos Estados Unidos, criada e educada na Inglaterra, e que antes de chegar ao Brasil, na década de 80, morou também na Suíça, no sul da França e na Espanha.

Depois de muitos anos de adaptação num país totalmente diferente do seu, Virginia diz que agora se sente, mais do que nunca, em casa. “Mas eu me sinto em casa como inglesa. Esse é um sentimento que deve tomar conta de muitos estrangeiros. Nasci em outro país, mas faço parte do Brasil”, diz a artista, há 29 anos residindo na cidade, onde nasceram os três filhos e netos. 

A atual fase da artista -- iniciada há aproximadamente cinco anos -- denota que o meio influenciou diretamente em sua produção. Virgínia vive no bairro Batistada, zona rural entre Rio das Pedras e Piracicaba e cuja fundação é de 1763 (portanto anterior a Piracicaba). Rodeada de uma vasta paisagem -- ou uma “ilha no meio da cana-de-açúcar”, como diz a artista -- ela adormeceu a sua pesquisa sobre a figura humana (pela qual é tão conhecida) para fixar o olhar para a natureza nas 19 telas em acrílica trazidas para a Câmara.

Entre as obras de destaque está Hammock Daydream (Devaneio numa rede), cuja inspiração surgiu numa tarde tranquila, enquanto apreciava de uma rede a copa de um imenso jatobá e observava suas folhas, as sombras e os pássaros.

Numa outra pintura, Virgínia teve como referência bananeiras e suas folhas secas atrás do seu ateliê, sendo o único caso em que não optou por uma tradução literal. Segundo ela, Skin-Deep ou Superfície e Profundidade foi a obra que mais levou tempo para ser construída. Nela, é fácil notar a preocupação da artista com a textura e a profundidade, com foco nos troncos e ramos, verdes ou secos.

A artista incluiu uma única escultura na mostra -- Dove Stone (ou Pedra Pomba) -- para que o público lembre também o seu forte interesse pelas formas orgânicas, não abandonadas pela artista, assim como o guache no trabalho com as figuras humanas. 

O professor e pesquisador de história da arte Fábio San Juan assina a curadoria da exposição. Ele diz que a artista proporciona uma leitura do “familiar visto como estranho e, por isso, muito belo”. O curador apropria-se de uma citação do poeta português Fernando Pessoa para descrever a atual fase de Virgínia, que pinta “com duas mãos e o sentimento do mundo”. 

A iniciativa de levar as obras de Virgínia para o hall de exposições da Câmara veio do gabinete do vereador Pedro Cruz (PSDB). Presente na abertura da mostra na noite deste sábado, 7, o parlamentar destacou que o espaço – de responsabilidade do Departamento de Documentação e Arquivo – tem importante relevância na divulgação das artes em Piracicaba e região. “É surpreendente a capacidade da artista em transpor, para a tela, os elementos ambientais, a partir de uma abordagem muito espiritualizada”, definiu o vereador.

SERVIÇO — Exposição Into Nature, de Virgínia Welch. Até 27 de maio, no hall do prédio anexo da Câmara de Vereadores (rua do Rosário, 833, Centro). Entrada gratuita. Visitas de segunda-feira à sexta-feira, das 8h às 17h, exceto feriados. Mais informações: (19) 3403-6612.



Texto:  Rodrigo Alves - MTB 42.583


Tópicos: ExposiçãoPedro Cruz

Notícias relacionadas