PIRACICABA, QUARTA-FEIRA, 18 DE OUTUBRO DE 2017 Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

08 DE AGOSTO DE 2016

Leis Antigas: Autorização de Construção do Matadouro Municipal (1910)


Conjunto de Leis antigas ajudam a contar a história da cidade



EM PIRACICABA (SP)  

Processo de Restauro das Leis Antigas

Processo de Restauro das Leis Antigas

Processo de Restauro das Leis Antigas

Processo de Restauro das Leis Antigas

Resolução Nº 164/1910. Arquivo Permanente

Resolução Nº 164/1910. Arquivo Permanente
Salvar imagem em alta resolução

Processo de Restauro das Leis Antigas


O abastecimento de carne, no início de 1900, era um problema de saúde pública. Os animais eram abatidos de forma rudimentar, sem atenção aos cuidados com a higiene, o processamento e o armazenamento da carne. O problema foi resolvido com a construção do moderno e arrojado Matadouro Municipal, marca do pioneirismo Piracicabano. O antigo matadouro, de propriedade de Cristiano Cleopath, ficava à margem do Itapeva, na rua do Rosário, e um outro, de suínos, na rua Ipiranga, na Chácara Stipp.

A construção do matadouro municipal foi amplamente discutida entre os vereadores e, em 1910, através da Resolução nº 164, a Câmara Municipal autorizou a construção do matadouro na Fazenda Algodoal, área de propriedade de João Batista da Rocha Conceição, filho do Barão de Serra Negra; onde atualmente funciona a EMDHAP – Empresa Municipal de Desenvolvimento Habitacional de Piracicaba. O Matadouro foi inaugurado em 1913.

A Resolução faz parte do conjunto de legislação que está passando por processo de higienização e restauro e faz parte do acervo permanente da Câmara de Vereadores. Através do conjunto leis antigas é possível descobrir curiosidades, como a cidade funcionava, as necessidades da época e as transformações que foram acontecendo na municipalidade ao longo dos anos. Com um olhar mais atendo para a legislação é possível extrair o modo de vida, a cultura, os hábitos, bem como as necessidades da época. O Arquivo do Legislativo Municipal constitui uma rica fonte de informações.

Texto: Fábio Bragança



Texto:  Fábio Bragança


Tópicos: História

Notícias relacionadas