PIRACICABA, TERÇA-FEIRA, 20 DE AGOSTO DE 2019
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

06 DE MAIO DE 2019

Escola do Legislativo e Fopec promovem curso para conselheiros


Democracia Representativa e Participativa, Transparência Pública e Acesso à Informação foram alguns temas abordados, neste sábado (4), na Escola do Legislativo



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Comunicação (1 de 8) Salvar imagem em alta resolução

Vereadora Nany Thame (PSDB) fazendo a abertura dos trabalhos na manhã de hoje (4)

Vereadora Nany Thame (PSDB) fazendo a abertura dos trabalhos na manhã de hoje (4)
Foto: Comunicação (2 de 8) Salvar imagem em alta resolução

Oficina para a formação de novos conselheiros

Oficina para a formação de novos conselheiros
Foto: Comunicação (3 de 8) Salvar imagem em alta resolução

Oficina para a formação de novos conselheiros

Oficina para a formação de novos conselheiros
Foto: Comunicação (4 de 8) Salvar imagem em alta resolução

Renato Morgado foi um dos palestrantes

Renato Morgado foi um dos palestrantes
Foto: Comunicação (5 de 8) Salvar imagem em alta resolução

Foram formados grupos na sala de aula para a discussão dos temas

Foram formados grupos na sala de aula para a discussão dos temas
Foto: Comunicação (6 de 8) Salvar imagem em alta resolução

Participação popular

Participação popular
Foto: Comunicação (7 de 8) Salvar imagem em alta resolução

Participação popular

Participação popular
Foto: Comunicação (8 de 8) Salvar imagem em alta resolução

Palestrante Anselmo Figueiredo

Palestrante Anselmo Figueiredo
Foto: Comunicação Salvar imagem em alta resolução

Vereadora Nany Thame (PSDB) fazendo a abertura dos trabalhos na manhã de hoje (4)



Fortalecimento da democracia! Foi assim que definiu a vereadora Nancy Thame (PSDB) o curso para a formação de conselheiros municipais, realizado no auditório da Escola do Legislativo neste sábado (4), com apoio do Fopec (Fórum Municipal dos Conselheiros de Piracicaba). As atividades, conta Nancy, servem para estimular a atuação de conselheiros na participação de políticas públicas locais. Os temas abordados no encontro foram "Democracia Representativa e Participativa", "O Papel dos Conselhos e dos Conselheiros", "Transparência Pública e Acesso à Informação", "Orçamento Público", "Governo" e "Parlamento Aberto".

O público, a maioria representantes de conselhos municipais existentes, contou também com a participação de membros da Câmara Municipal de Rio das Pedras (SP), além de outros interessados nas propostas. Em Piracicaba (SP), mais de 25 conselhos atuam nos mais diversos segmentos como o da Educação, Transportes, Saúde, Mobilidade,  Idoso, Ciência e Tecnologia, Juventude, Expansão Territorial entre outros.

Mestre em Ciência Ambiental pela Universidade de São Paulo e especialista em Democracia Participativa pela Universidade Federal de Minas Gerais, Renato Morgado abriu o evento destacando dois grandes marcos para Piracicaba: a criação da Escola do Legislativo e do Parlamento Aberto na Câmara de Vereadores de Piracicaba. O Legislativo, segundo Morgado, deu um passo importante na consolidação da transparência implantando a escola e aprovando em plenário a criação do parlamento que, conforme o próprio nome diz, divulga todas as ações internas e externas da casa legislativa.

Outro palestrante que frisou a importância da Escola do Legislativo de Piracicaba como um instrumento de formação de líderes foi o jornalista e coordenador geral da ONG Casvi (Centro de Apoio e Solidariedade à Vida), Anselmo Figueiredo. “Infelizmente apenas uma pequena parte da população conhece e participa desses movimentos. E mesmo aqueles que participam, muitas vezes, não têm conhecimento das funções dos conselhos. Por isso é importante o papel da Escola do Legislativo em fomentar essas políticas públicas”.

Participante de conselhos estaduais e municipais desde 1979, Francisco Núncio Cerignone disse que discutir a participação popular na administração pública é um tema que o “apaixona”. Ele considera fundamental para o desenvolvimento da democracia o trabalho dos conselhos. “As pessoas precisam dizer o que pensam; influir naquelas políticas que eles têm interesse imediato. É de grande valia a Escola do Legislativo abrir essa possibilidade  para a gente se capacitar e interferir nas administrações públicas”, opinou o presidente do Comdef (Conselho  Municipal de Proteção, Direitos e Desenvolvimento da Pessoa com Deficiência).

Presidente do Conselho Municipal de Saúde, Laura Queiroz definiu a oficina como “a construção do conhecimento”. “Como que vamos dialogar com a sociedade e com os poderes constituídos, se não temos conhecimento sobre determinado assunto?”, indagou.

Quando questionado pela TV Câmara sobre a falta de interesse da população em participar dos conselhos, Renato Morgado, que coordenou os trabalhos, disse que “falta divulgação.” Ele credita ao fato de falta de interesse das pessoas a uma publicidade ineficiente do trabalho e função dos conselheiros.

Diretora da Escola do Legislativo, a vereadora Nancy Thame concluiu que “o povo quer participar”. “Por isso é importante o espaço da Escola do Legislativo para o fomento desses temas”.

Os trabalhos foram finalizados por volta das 17h.



Texto:  Marcelo Bandeira - MTB 33.121
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343


Tópicos: Câmara

Notícias relacionadas