PIRACICABA, SÁBADO, 16 DE DEZEMBRO DE 2017 Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

05 DE DEZEMBRO DE 2017

Encontro discutirá educação de gênero e promoção dos direitos humanos


Promovido pela vereadora Nancy Thame (PSDB), debate na quinta-feira (07) faz parte dos "16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra a Mulher"



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Lucas do Nascimento Machado (estagiário) (1 de 2) Salvar imagem em alta resolução

Evento integra programação dos "16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra a Mulher"

Evento integra programação dos "16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra a Mulher"

Nancy: é necessária a discussão para que sejam levantadas propostas de políticas públicas que promovam a garantia dos direitos

Nancy: é necessária a discussão para que sejam levantadas propostas de políticas públicas que promovam a garantia dos direitos
Foto: Lucas do Nascimento Machado (estagiário) Salvar imagem em alta resolução

Evento integra programação dos "16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra a Mulher"


"Homens e mulheres são seres históricos e, desde pequenos, aprendem a agir de determinadas formas. Desse modo, as pessoas são, pelo menos em parte, reflexo desses processos de aprendizado e socialização", diz documento do Nudem (Núcleo Especializado de Promoção e Defesa dos Direitos da Mulher), da Defensoria Pública de São Paulo.

É com base nesse contexto que a coordenadora do Nudem, a defensora Ana Rita Souza Prata, e o psicólogo Eugênio Benedictus Cassaro Filho, especialista em psicoterapia da criança e do adolescente e mestre em ciências humanas e sociais aplicadas, nortearão o debate sobre "Educação de gênero: discutindo a masculinidade" e "Políticas públicas para promoção dos direitos humanos".

O evento, que ocorrerá nesta quinta-feira (7), às 14h, na Câmara, faz parte da programação dos "16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra a Mulher", promovido pela vereadora Nancy Thame (PSDB) em parceria com a Comissão de Igualdade de Gênero da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) de Piracicaba, o Conepir (Conselho da Comunidade Negra de Piracicaba), o Conselho Municipal da Mulher, a Defensoria Pública, o Coletivo Marias de Luta, as Promotoras Legais Populares e a empresa Vivendo da Nossa Arte.

Nancy acredita que o debate será amplo. "Apesar de o Brasil acompanhar a institucionalização dos estudos de gênero no campo científico nas últimas décadas e contar atualmente com centros de pesquisas interdisciplinares reconhecidos internacionalmente, é necessária a discussão para que sejam levantadas propostas de políticas públicas que promovam a garantia dos direitos", afirmou.

"O Brasil assinou documentos internacionais de promoção da igualdade, como a Cedaw (convenção para eliminar todas as formas de discriminação contra a mulher), o Pacto Internacional dos Direitos Econômicos, Sociais e Culturais e a 'Campanha pela igualdade e direitos da população LGBT', da ONU, que têm norteado debates para a garantia de políticas públicas e de igualdade constitucionais. Por isso, acredito que desse debate iremos levantar grandes propostas", explicou.

A mesa-redonda sobre direitos humanos terá a seguinte composição: Adney Araújo de Abreu, presidente do Conepir; vereadora Coronel Adriana (PPS); Ana Luísa Botezeli, assistente social e orientadora de medida do Serviço de Apoio ao Adolescente com Medida Socioeducativa; Francisco Cerignoni, coordenador do Conselho Municipal de Proteção, Direitos e Desenvolvimento da Pessoa com Deficiência de Piracicaba; Josué Adam Lazier, coordenador do Centro de Capacitação Profissional e Corporativa da Universidade Metodista de Piracicaba; Laura Queiroz, presidente do Conselho Municipal da Mulher; e Luciano Alves de Lima, presidente da Comissão de Igualdade Racial da OAB de Piracicaba.



Texto:  Assessoria parlamentar
Revisão:  Redação


Tópicos: CidadaniaNancy Thame

Notícias relacionadas