PIRACICABA, TERÇA-FEIRA, 14 DE AGOSTO DE 2018 Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

23 DE ABRIL DE 2018

Coronel Adriana se reúne com professor e alunos da Unimep


Parlamentar conheceu o projeto de um software para gestão de centros comunitários



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Assessoria parlamentar (1 de 3) Salvar imagem em alta resolução
Foto: Assessoria parlamentar (2 de 3) Salvar imagem em alta resolução
Foto: Assessoria parlamentar (3 de 3) Salvar imagem em alta resolução
Foto: Assessoria parlamentar Salvar imagem em alta resolução

A vereadora Adriana Cristina Sgrigneiro Nunes, a Coronel Adriana (PPS), se reuniu na última terça-feira (17), com o professor Luís André Claudiano e alunos do curso de graduação em Sistemas de Informação, na Unimep, para conhecer as telas iniciais do projeto de elaboração de software para gestão de centros comunitários, que valerá como “estágio supervisionado” para estudantes em fase final de curso.

A parlamentar costuma receber diversas reclamações sobre abandono, cobrança de valores elevados para locação de sedes para eventos, mau uso do local, desvio de finalidades ocorridos em centros comunitários, além do acesso a notícias em meios de comunicação que denunciam os mesmos transtornos. 

No ano passado, em 14 de maio, a parlamentar protocolou o requerimento 323 para que a Prefeitura lhe fornecesse informações sobre estes locais, funcionamento, entre outros detalhes, e, em razão da resposta recebida, verificou que há necessidade de melhor controle do uso desses próprios públicos, para que eles atendam a finalidade.

O projeto proposto foi aprovado pelo prefeito e a execução foi autorizada pelo vice-prefeito, que inclusive permitiu que o programa seja disponibilizado na plataforma interativa da Prefeitura para que a população possa ter acesso e acompanhar o uso desses próprios municipais e participar das atividades que neles foram desenvolvidas.

“O que é muito importante frisar, é que atuais gestores de centros comunitários que estejam em situação regular na Prefeitura serão chamados para opinar sobre o programa e que tudo isso está sendo feito sem nenhum custo aos cofres públicos, porque todos temos que colaborar para um serviço público melhor”, avalia Coronel Adriana.



Texto:  Assessoria parlamentar
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343
Revisão:  Redação


Tópicos: LegislativoAdriana Nunes

Notícias relacionadas