PIRACICABA, QUARTA-FEIRA, 20 DE NOVEMBRO DE 2019
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

02 DE SETEMBRO DE 2019

Caminhada abre programação oficial do Setembro Amarelo na cidade


Ações de conscientização acontecem até o dia 30; ato nesta segunda-feira começou no Mercado Municipal em direção à Câmara



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (1 de 22) Salvar imagem em alta resolução

Decreto legislativo 67/2018 assegura a participação da Câmara na campanha

Decreto legislativo 67/2018 assegura a participação da Câmara na campanha
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (2 de 22) Salvar imagem em alta resolução

Decreto legislativo 67/2018 assegura a participação da Câmara na campanha

Decreto legislativo 67/2018 assegura a participação da Câmara na campanha
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (3 de 22) Salvar imagem em alta resolução

Decreto legislativo 67/2018 assegura a participação da Câmara na campanha

Decreto legislativo 67/2018 assegura a participação da Câmara na campanha
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (4 de 22) Salvar imagem em alta resolução

Decreto legislativo 67/2018 assegura a participação da Câmara na campanha

Decreto legislativo 67/2018 assegura a participação da Câmara na campanha
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (5 de 22) Salvar imagem em alta resolução

Decreto legislativo 67/2018 assegura a participação da Câmara na campanha

Decreto legislativo 67/2018 assegura a participação da Câmara na campanha
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (6 de 22) Salvar imagem em alta resolução

Decreto legislativo 67/2018 assegura a participação da Câmara na campanha

Decreto legislativo 67/2018 assegura a participação da Câmara na campanha
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (7 de 22) Salvar imagem em alta resolução

Decreto legislativo 67/2018 assegura a participação da Câmara na campanha

Decreto legislativo 67/2018 assegura a participação da Câmara na campanha
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (8 de 22) Salvar imagem em alta resolução

Decreto legislativo 67/2018 assegura a participação da Câmara na campanha

Decreto legislativo 67/2018 assegura a participação da Câmara na campanha
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (9 de 22) Salvar imagem em alta resolução

Decreto legislativo 67/2018 assegura a participação da Câmara na campanha

Decreto legislativo 67/2018 assegura a participação da Câmara na campanha
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (10 de 22) Salvar imagem em alta resolução

Decreto legislativo 67/2018 assegura a participação da Câmara na campanha

Decreto legislativo 67/2018 assegura a participação da Câmara na campanha
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (11 de 22) Salvar imagem em alta resolução

Decreto legislativo 67/2018 assegura a participação da Câmara na campanha

Decreto legislativo 67/2018 assegura a participação da Câmara na campanha
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (12 de 22) Salvar imagem em alta resolução

Decreto legislativo 67/2018 assegura a participação da Câmara na campanha

Decreto legislativo 67/2018 assegura a participação da Câmara na campanha
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (13 de 22) Salvar imagem em alta resolução

Decreto legislativo 67/2018 assegura a participação da Câmara na campanha

Decreto legislativo 67/2018 assegura a participação da Câmara na campanha
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (14 de 22) Salvar imagem em alta resolução

Decreto legislativo 67/2018 assegura a participação da Câmara na campanha

Decreto legislativo 67/2018 assegura a participação da Câmara na campanha
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (15 de 22) Salvar imagem em alta resolução

Decreto legislativo 67/2018 assegura a participação da Câmara na campanha

Decreto legislativo 67/2018 assegura a participação da Câmara na campanha
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (16 de 22) Salvar imagem em alta resolução

Decreto legislativo 67/2018 assegura a participação da Câmara na campanha

Decreto legislativo 67/2018 assegura a participação da Câmara na campanha
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (17 de 22) Salvar imagem em alta resolução

Decreto legislativo 67/2018 assegura a participação da Câmara na campanha

Decreto legislativo 67/2018 assegura a participação da Câmara na campanha
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (18 de 22) Salvar imagem em alta resolução

Decreto legislativo 67/2018 assegura a participação da Câmara na campanha

Decreto legislativo 67/2018 assegura a participação da Câmara na campanha
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (19 de 22) Salvar imagem em alta resolução

Decreto legislativo 67/2018 assegura a participação da Câmara na campanha

Decreto legislativo 67/2018 assegura a participação da Câmara na campanha
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (20 de 22) Salvar imagem em alta resolução

Decreto legislativo 67/2018 assegura a participação da Câmara na campanha

Decreto legislativo 67/2018 assegura a participação da Câmara na campanha
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (21 de 22) Salvar imagem em alta resolução

Decreto legislativo 67/2018 assegura a participação da Câmara na campanha

Decreto legislativo 67/2018 assegura a participação da Câmara na campanha
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (22 de 22) Salvar imagem em alta resolução

Decreto legislativo 67/2018 assegura a participação da Câmara na campanha

Decreto legislativo 67/2018 assegura a participação da Câmara na campanha
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 Salvar imagem em alta resolução

Decreto legislativo 67/2018 assegura a participação da Câmara na campanha



A palavra "pertencimento", que em linhas gerais denota sentir-se "parte de algo", é um dos motes na prevenção do suicídio. O termo é consenso entre especialistas em saúde mental, presentes na passeata de abertura da campanha Setembro Amarelo, na manhã desta segunda-feira (2), da qual a Câmara de Vereadores de Piracicaba soma forças com a Secretaria Municipal de Saúde e várias entidades locais, em uma ampla programação até o dia 30.

Oficialmente presente no Brasil desde 2015 e realizada em Piracicaba a partir de 2017, a campanha Setembro Amarelo deste ano tem sua atenção voltada às crianças e adolescentes, segundo o Ministério da Saúde, em função do aumento do número de casos desse público. No entanto, é necessária atenção especial em todas as faixas etárias, lembra Vandrea Novello, coordenadora do Programa Municipal de Saúde Mental. "A gente tenta ampliar as ações para todas as idades. Quanto ao público jovem, fazemos intervenções com a Secretaria de Educação e Diretoria Regional de Ensino, no sentido de os educadores ficarem atentos aos transtornos psíquicos que podem surgir", explica.

Isolamento, falta de interação, poucas amizades, afastamento do círculo de convivência social e excesso do uso da internet estão entre os sinais que devem ser observados. Mas Vandrea alerta: 10% dos casos não apresentam sintomas. "Muitos familiares se sentem culpados em função da divulgação de que existem sinais antes da tentativa. Nem sempre é assim", diz. "É interessante pensarmos na motivação à vida como uma importante ferramenta de prevenção. Uma pessoa que está envolvida em grupos de arte, esportes e outras atividades coletivas tende a dar mais valor à vida e se sente parte da sociedade, por isso o 'pertencer' é um elemento importante", completa Vandrea.

Uma das entidades responsáveis por provocar, em 2015, a vinda do Setembro Amarelo para o Brasil, o CVV (Centro de Valorização da Vida) atua diariamente no combate do suicídio. "Somos um canal para escuta e acreditamos que, conforme a pessoa vai falando sobre o assunto, a vontade em cometer o suicídio vai diminuindo, as ideias normalizam e se tem consciência de que tirar a própria vida não é a solução. Quando alguém liga para o 188 e está passando por dificuldades, a última coisa que quer é ser julgada. Por isso, o atendimento é realizado com a esculta e sem direcionamento, a partir de respostas compressivas", explica Elaine Aparecida Alves, voluntária do CVV Piracicaba.

Elaine alerta para os julgamentos sociais, ainda frequentes no dia a dia. Como a famosa frase "funalo é novo, bonito, tem emprego, é bem-sucedido e jamais cometerá um suicídio". Segundo ela, uma pessoa pode estar infeliz, mesmo com todos estes fatores presentes em sua vida. "O que ela quer é ser ouvida, ter alguém junto de si, que lhe dê acolhida e a faça se sentir bem", completa, ao lembrar que além do telefone 188 o CVV presta atendimento em sua sede, na rua Ipiranga, 806, no Centro, das 8h às 18h, todos os dias da semana.

Para o terapeuta ocapacional Marco Aurélio Teixeira Piovezanni, do Ambulatório de Saúde Mental do Vila Sônia, é mito afirmar que o silêncio é a melhor solução. "Não existe uma receita de bolo quando a gente trata do assunto, mas sabemos da maior predisposição entre o público masculino, entre 14 e 24 anos, e também idosos acima dos 70, pessoas com transtornos mentais ou que sofreram bullying e os grupos minoritários, como negros e homossexuais", disse.

Além do CVV, a rede pública de saúde é uma importante aliada, esclareceu Marco Aurélio. "A pessoa com pensamento suicída, seja ela de qualquer idade, pode procurar a unidade de saúde mais próxima, sem necessidade de encaminhamento médico", explicou.

CAMINHADA –– Ato que marcou a abertura do Mês de Prevenção do Suícidio (conhecido como Setembro Amarelo), a caminhada realizada em Piracicaba teve início às 9h, no bolsão de estacionamento do Mercado Municipal, com orientação dos agentes da Semuttran (Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes). Tendo como destino a Câmara de Vereadores, os participantes passaram pelas ruas Governador Pedro de Toledo e São José e a praça José Bonifácio.

No trajeto, foram distribuídas cartilhas com orientações gerais de prevenção do suicídio e entoadas as canções "O que é, o que é", de Gonzaguinha, "Não se reprima", do Menudo, e "Enquanto houver sol", dos Titãs.

Na Câmara, além de terem seus momentos de fala, os representantes das entidades acompanharam o descerramento de uma fita amarela, que permanece na fachada do prédio da rua Alferes José Caetano, 834, até o fim do mês. Houve ainda um minuto de silêncio, em lembrança às vítimas de suicídio.

Em diferentes momentos da caminhada, o vereador Lair Braga (SD) destacou a mudança de comportamento da sociedade em abordar o assunto abertamente, tendo a informação como aliada. "O diálogo continua sendo fundamental", lembrou. "Estar atento ao outro, observar comportamentos. Tudo pode ajudar: o olhar, o falar, o ouvir", completou o vereador, que nomeou as entidades envolvidas na campanha e agradeceu uma a uma por formarem uma ampla rede de prevenção na cidade.

A participação efetiva da Câmara na campanha acontece pela primeira vez, após Lair Braga apresentar o projeto de decreto legislativo 56/2018, por sugestão do CapHIV (Centro de Apoio aos Portadores do Vírus HIV/Aids e Hepatites Virais), que deu origem ao decreto legislativo 67/2018, de 13 de dezembro do ano passado. Ainda na Casa de Leis, ações estão programadas nos dias 10 (Dia Mundial de Prevenção do Suicídio) e 12 de setembro (veja abaixo), em parceria com o gabinete da vereadora Adriana Cristina Sgrigneiro Nunes, a Coronel Adriana (CID).

ORGANIZAÇÃO –– A programação do Mês de Prevenção do Suicídio em Piracicaba foi definida pela Secretaria de Saúde, por meio da Rede de Atenção Psicossocial (Raps), Departamento de Atenção Básica (DAB), Centro de Referência da Saúde do Trabalhador (Cerest), Divisão de Vigilância Epidemiológica (DVE) e Centro de Doenças Infectocontagiosas (Cedic), em parceria com a Câmara de Vereadores de Piracicaba e as secretarias municipais de Assistência e Desenvolvimento Social (Smads) e de Educação, Guarda Civil Municipal, Polibrasil, Rotary Clube Povoador, CVV, Unimed, Unimep, Faculdade Anhanguera, Universidade Anhembi Morumbi, Etec Fernando Febeliano da Costa, CapHIV, Casa dos Conselhos, Senac, Coletivo Marias de Luta, projeto Escuta na Rua, Diretoria Regional de Ensino, Conselho Municipal da Mulher e Escola Técnica Evolut.

PROGRAMAÇÃO COMPLETA

Dia 3 – terça-feira – das 8h às 11h30
Palestra Transtornos Mentais relacionados ao Trabalho, realizada pelo Cerest
Local: Anfiteatro da Fumep (avenida Monsenhor Marinho Salgot, 560, Areão)

Dia 3 – terça-feira – das 13h às 16h
Oficina “Fluxo de Atendimentos em Saúde Mental”
Inscrições: angelaoliveira79@gmail.com (com Angela)
Local: Cerest (rua do Trabalho, 634, Vila Independência)

Dia 4 – quarta-feira – 19h
Palestra "Como criar filhos felizes! – Estratégias para as famílias impactarem, positivamente, a vida das crianças e adolescentes", com Rita Zózimo
Inscrições: www.colegiopolibrasil.com.br/palestras
Entrada: 1 quilo de alimento não-perecível.
Local: anfiteatro da Prefeitura (rua Capitão Antônio Corrêa Barbosa, 2.233, Centro)

Dia 10 – terça-feira – das 14h às 17h
Palestra "Suicídio: E agora, o que fazer?", com Graciela Marasca, psiquiatra da Rede de Atenção Psicossocial de Piracicaba e docente do curso de Medicina da Universidade Anhembi Morumbi, campus Piracicaba
Palestra "A importância da escuta na prevenção do suicídio", com Eliana Soares, do CVV
Palestra "Suicídio: Quebrando tabus", com a tenente-coronel da PM Valdira Ferreira de Lima, psicóloga, consteladora familiar, especialista em Gestão Pública e Dependência Química
Local: Salão nobre da Câmara (rua Alferes José Caetano, 834, Centro)

Dia 10 – terça-feira – 18h
Roda de conversa "Desconstruindo o estigma para construir o cuidado em saúde mental" , com Paula Becker.
Local: Universidade Anhembi Morumbi (avenida Rio das Pedras, 1601, Pompeia) 

Dia 12 – quinta-feira – das 13h às 17h
- Palestra "Comportamento suicida na terceira idade", com Gisleine Freitas, professora doutora em psicologia pela PUC e professora do curso de psicologia da Unimep.
-  Palestra "Suicídio na infância e adolescência", com as psicólogas Cristiane Aparecida Florentino Alves Lima e Isolina Heringer Vieira
- Palestra "Assédio no trabalho ocasionando a depressão. Quais são seus direitos?", com a advogada Eliana Grigolatto, e relatos sobre a tentativa e suas consequências, a busca de ajuda e a superação na vida
Local: Salão nobre da Câmara (rua Alferes José Caetano, 834, Centro)

Dia 22 – domingo – das 8h às 11h
"Escutaço", com as psicólogas do projeto Escuta na Rua
Local: Praça José Bonifácio, no Centro 

Dia 23 – segunda-feira – 19h
Palestra "Desconstruindo o estigma para construir o cuidado em saúde mental", com Paula Becker, como parte da Semana Acadêmica.
Local: Faculdade Anhanguera de Piracicaba (rua Santa Catarina, s/n, Nova América)

Dia 23 – segunda-feira – 19h30
Evento com o tema "Prevenção do suicídio"
Local: Área de alimentação da Unimep

Dia 23 – segunda-feira – das 18h30 às 20h
Roda de conversa "Cuidado de si, cuidado com o outro", com Cecília Buck, médica, docente e coordenadora do curso de Medicina da Universidade Anhembi Morumbi, campus Piracicaba; Priscila Tamis, psicóloga, docente e coordenadora do Núcleo de Apoio Psicopedagógico do curso de Medicina da Universidade Anhembi Morumbi; e alunos do curso de Medicina
Inscrições: priscila.tamis@anhembi.br (enviar nome completo e CPF).
Local: Universidade Anhembi Morumbi (avenida Rio das Pedras, 1.601, Pompeia)

Dia 24 – terça-feira – das 19h às 21h30
2º Fórum de Celebração à Vida: AmarELO, palestra magna com Neury José Botega. Realização: Unimed Piracicaba
Inscrições: eventos.saude@unimedpiracicaba.com.br; http://unimed.me/1008Bd ou WhattsApp (19) 99853-1501.
Local: Teatro Municipal Dr. Losso Netto (avenida Independência, 277, Centro)

Dia 25 – quarta-feira – 9 horas
Caminhada para prevenção do suicídio, com alunos da Etec Fernando Febeliano da Costa. Saída na rua Monsenhor Manoel Francisco Rosa, 433, Centro, em direção à rua do Porto

Dia 26 – quinta-feira
Roda de conversa com os alunos do 4º e do 6º semestres do curso de Enfermagem da Unimep sobre prevenção do suicídio.

Dia 26 – quinta-feira
Palestra "A contradição da existência"
Local: Auditório do Senac Piracicaba (rua Santa Cruz, 1.148, bairro Alto)

EVENTOS REALIZADOS PELA RAPS NAS UNIDADES DE ATENÇÃO BÁSICA COM RODA DE CONVERSA COM TEMAS QUE VALORIZAM A VIDA:

Região Norte

Dia 9 – 9h – CRAB Mário Dedini
Dia 13 – 10h – CRAB Vila Sônia
Dia 20 – 7h30 – CRAB Santa Teresinha
Dia 25 – 9h – CRAS Mário Dedini, com participação do público do CRAM
Dia 26 – 14h – Centro Comunitário do Bosques do Lenheiro (rua Pau Brasil, 709)

Região Oeste

Dia 2 – 13h30 – PSF Tatuapé I
Dia 5 – 13h30 – Centro Comunitário do Jupiá
Dia 19 – 13h30 – CRAB Vila Cristina
Dia 25 – 9h – CRAS São José
Dia 25 – 13h – CRAS Jardim São Paulo

Regiões Centro, Sul e Leste

Dias 6 e 13 – 13h30 às 14h30 – Instituto Formar, roda de conversa sobre fatores de proteção ao adoecimento psíquico
Dia 16 – 13h30 às 15h – Escola Estadual Professora Márcia Regina, roda de conversa sobre fatores de proteção ao adoecimento psíquico
Dia 19 – 8h30 – UBS Independência
Dia 19 – 13h30 às 15h – Escola Estadual Dr. João Sampaio, roda de conversa sobre fatores de proteção ao adoecimento psíquico
Dia 23 – 14h às 16h – CRAS Mário Dedini, roda de conversa sobre fatores de proteção ao adoecimento psíquico, com o grupo de adolescentes do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos - Gerações
Dia 24 – 13h – CRAS Piracicamirim
Dia 24 – 14h às 16h – Centro Social Novo Horizonte, roda de conversa sobre fatores de proteção ao adoecimento psíquico, com o grupo de adolescentes do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos - Gerações
Dia 25 – 14h às 16h – CAPS Infantil, na Casa Verde (território do CRAS São José)
Dia 26 – 8h30 – UBS Alvorada
Dia 26 – 14h às 16h – CRAS Vila Sônia
Dia 27 – 14h às 16h – CRAS Piracicamirim
Dia 30 – 13h30 às 15h – Escola Estadual Hélio Penteado de Castro, roda de conversa sobre fatores de proteção ao adoecimento psíquico



Texto:  Rodrigo Alves - MTB 42.583
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343


Tópicos: SaúdeLair Braga

Notícias relacionadas