PIRACICABA, SEXTA-FEIRA, 18 DE AGOSTO DE 2017 Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

10 DE AGOSTO DE 2017

Câmara - 195 anos: linha do tempo rememora fatos que marcaram a cidade


Solenidade para comemorar os 195 anos da Casa de Leis acontece às 9h desta sexta-feira, 11 de agosto, em frente ao edifício principal



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Gustavo Annunciato - MTB 58.557 Salvar imagem em alta resolução

Os 195 anos da Câmara de Vereadores de Piracicaba serão comemorados nesta sexta-feira, 11, às 9h, em solenidade em frente ao prédio principal, na rua Alferes José Caetano, 834. Entre as ações previstas para marcar a ocasião está a inauguração de uma linha do tempo.

Fruto de um trabalho envolvendo vários departamentos da Câmara, a linha do tempo estará no corredor de acesso do pavimento térreo para o primeiro andar. Nos degraus da escada serão listados os últimos 26 parlamentares que ocuparam a presidência, enquanto as paredes terão 16 informações sobre a cidade. Ao final da escada, haverá um código QR que, visualizado com o celular, remeterá à galeria completa dos ex-presidentes no site oficial da Câmara (64 parlamentares, ao todo).

Entre os fatos listados na linha do tempo estão a fundação oficial de Piracicaba pelo capitão-povoador Antonio Corrêa Barbosa, em 1º de agosto de 1767, a mudança da Povoação para a margem direita do rio Piracicaba, em 30 de julho de 1784, a redemocratização do país com a realização da primeira eleição, em 1947, e a promulgação da Lei Orgânica do Município, em 1º de agosto de 1990.

Na avaliação do presidente da Câmara, vereador Matheus Erler (PTB), a linha do tempo contempla personagens históricos e ações que contribuíram para o desenvolvimento e o reconhecimento da Casa. “Em 1865, Prudente de Moraes é eleito vereador e presidente da Câmara, com apenas 23 anos de idade. Anos depois, ele tornou-se o primeiro presidente do país eleito pelo foto. São várias as contribuições desta Casa para a projeção de Piracicaba como polo de desenvolvimento regional”, diz Erler.

Além do lançamento da linha do tempo, a solenidade terá hasteamento das bandeiras do Brasil, do Estado e do município e o plantio de uma árvore. As ações serão transmitidas pela equipe da Rádio Educativa (FM 105,9), durante o jornalístico Manhã Educativa, com flashes ao vivo.

HISTÓRIA – Em 1821, Piracicaba ganha o status de Vila, o que garante sua autonomia administrativa, pois até então fazia parte da jurisdição de Itu e Porto Feliz.

Assim, deixa de ser Freguesia de Piracicaba e recebe o nome de Vila Nova da Constituição, em homenagem à constituição portuguesa.

Segundo o historiador Fábio Bragança, uma regra portuguesa ditava a instalação das câmaras no país. Os critérios eram a importância e o tamanho das localidades, definidas como povoado, freguesia, vila e cidade, sendo as duas primeiras impossibilitadas de sediar reuniões camarárias.

Vale lembrar que a única representação política existente na cidade, no período, era a Câmara. “A função dos vereadores era maior do que a de legislar. Eles julgavam os casos e exerciam as funções executivas, atualmente de responsabilidade dos prefeitos.”

Em 11 de agosto de 1822 acontece a primeira Reunião Camarária, na residência do juiz presidente, capitão João José da Silva. Também foi a partir de 1822 que teve início o arruamento e a instalação de cadeia (junto à Câmara) e do comércio local, contribuindo para o processo de desenvolvimento da Vila Nova da Constituição.

Com o tempo, os encontros começaram a ocorrer na Casa da Câmara, construída na praça José Bonifácio com sua face principal voltada para a igreja matriz, na área onde funcionou o Hotel Central (atualmente Banco Luso-Brasileiro e Edifício Garagem).

Também serviram como sede da Casa de Leis a então praça Tibiriçá, atual Escola Estadual Moraes Barros, e um edifício na rua Alferes José Caetano, local onde está o estacionamento da Câmara hoje, cuja demolição ocorreu na década de 70.

Atualmente, a Casa de Leis está na 17ª legislatura, a partir da redemocratização do país, em 1948. O prédio da rua Alferes José Caetano, 834, foi inaugurado em 1º de agosto de 1975, quando o presidente era Antonio Messias Galdino. Além disso, os gabinetes e departamentos ocupam o prédio anexo na rua do Rosário, 833.



Texto:  Rodrigo Alves - MTB 42.583


Tópicos: Legislativo

Notícias relacionadas