PIRACICABA, QUARTA-FEIRA, 15 DE AGOSTO DE 2018 Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

27 DE ABRIL DE 2018

Ato de Trevisan Jr. na praça Imaculada ganha repercussão na Câmara


O parlamentar ocupou a Tribuna na 23ª reunião ordinária de ontem (26) para divulgar ato simbólico que demonstra os 13 anos de descaso da atual administração municipal



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 Salvar imagem em alta resolução

Ato de Trevisan Jr. na praça Imaculada ganha repercussão na Câmara




O vereador Laércio Trevisan Jr. (PR), na 23ª reunião ordinária de ontem (26), por 10 minutos regimentais ocupou a Tribuna da Câmara para repercutir ato pacífico e de protesto que promoveu nas dependências da praça Imaculada Conceição, na Vila Rezende, onde simbolicamente providenciou um bolo, com direito ao apagar de velas marcando os 13 anos de total abandono do local.

"Esta praça precisa ter urgência na reforma, sendo que na região foi fechado um posto da polícia civil, no posto do Mirante. Há 13 anos esta praça está abandonada pela administração de Barjas. Fiz inúmeras reivindicações na defesa da praça, que precisa de manutenção da rede elétrica. O desrespeito é completo. Piracicaba é cidade bilionária que precisa mudar. Parem de enrolação e começem a reforma já. É um video simples, de protesto, comemorando aquilo que nao foi feito. No meu terceiro mandato conversamos com a prefeito e nada foi feito. Passou um ano, mais 12 dos outros mandatos e nada aconteceu", concluiu Trevisan, que ainda falou de mensagem de amigo reclamando da "fedendina", que também está comprometendo a praça da Catedral e a do Parafuso.

Trevisan também apresentou relato de mandato, ratificando que seu partido é o PR, em resposta a brincadeiras que fizeram na internet.

Trevisan falou de fiscalização na Upa (Unidade de Pronto Atendimento) do Pisca, na 4ª feira passada, onde viu que 100 pessoas aguardavam atendimento, sendo que a placa na entrada da unidade de saúde demonstrava que deveria haver quatro clínico geral, um diretor clínico e duas pediatras. E, que tinham pessoas aguardando por atendimento há mais de três horas.

Trevisan disse que percorreu a parte interna da Upa, com salas vazias, sendo que foi alertada por enfermeiras que os médicos estavam lá sim, dormindo, sendo que após estas intervenções o povo começou a ser chamado.

Trevisan também falou de fiscalização no COT (Central de Ortopedia e Traumatologia), onde havia quatro pessoas esperando por ambulância. "Imaginem ficar alí, de 4 a 5 dias, apenas com o som do ventilador. Tem que ter humanização, tirar um pouco de atenção do que ocorre nestes lugares. No COT está faltando ambulância. Novamente observa-se a mesma coisa na cidade. Tem Upa que as pessoas não olham para o seu rosto", destacou o parlamentar, com ênfase no papel do vereador, na fiscalização do Executivo. Trevisan Jr. também defendeu a implantação de auditores para avaliar as questões da saúde.



Texto:  Martim Vieira - MTB 21.939
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343
Imagens de TV:  TV Câmara


Tópicos: Reunião OrdináriaLaércio Trevisan Jr

Notícias relacionadas