PIRACICABA, DOMINGO, 21 DE OUTUBRO DE 2018 Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

23 DE JULHO DE 2018

95% dos alunos classificam Escola do Legislativo como "excelente"


Primeiro semestre contou com 47 atividades, em que participaram 1.291 alunos; em boa parte dos cursos, procura foi maior do que as vagas inicialmente ofertadas



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Thaís Passos (1 de 12) Salvar imagem em alta resolução

Tema Empoderamento Feminino foi abordado em 4 encontros

Tema Empoderamento Feminino foi abordado em 4 encontros
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (2 de 12) Salvar imagem em alta resolução

Consequências quanto ao uso de drogas esteve entre os temas discutidos

Consequências quanto ao uso de drogas esteve entre os temas discutidos
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (3 de 12) Salvar imagem em alta resolução

Conselho é composto por sociedade civil e membros da Câmara

Conselho é composto por sociedade civil e membros da Câmara
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (4 de 12) Salvar imagem em alta resolução

Curso de Inteligência Emocional estreou o espaço da Escola do Legislativo

Curso de Inteligência Emocional estreou o espaço da Escola do Legislativo
Foto: Thaís Passos (5 de 12) Salvar imagem em alta resolução

Adolescentes e jovens participaram de curso sobre Protagonismo

Adolescentes e jovens participaram de curso sobre Protagonismo
Foto: Thaís Passos (6 de 12) Salvar imagem em alta resolução

Atividade sobre Iniciação Política debateu eleições, partidos, mídia e poder

Atividade sobre Iniciação Política debateu eleições, partidos, mídia e poder
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (7 de 12) Salvar imagem em alta resolução

Em maio, Escola ganhou sala no andar térreo do prédio anexo

Em maio, Escola ganhou sala no andar térreo do prédio anexo
Foto: Thaís Passos (8 de 12) Salvar imagem em alta resolução

Dividido em três encontros, curso Oficina da Escrita ocorreu no 1º semestre

Dividido em três encontros, curso Oficina da Escrita ocorreu no 1º semestre
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (9 de 12) Salvar imagem em alta resolução

Jovens participaram de palestra sobre Educação Financeira

Jovens participaram de palestra sobre Educação Financeira
Foto: Assessoria parlamentar (10 de 12) Salvar imagem em alta resolução

Brinquedoteca do bairro serviu de espaço para o Jardim Oriente na transição

Brinquedoteca do bairro serviu de espaço para o Jardim Oriente na transição
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (11 de 12) Salvar imagem em alta resolução

Quatro encontros estudaram a revisão do Plano Diretor da cidade

Quatro encontros estudaram a revisão do Plano Diretor da cidade
Foto: Sidney Jr (12 de 12) Salvar imagem em alta resolução

Cerimonial e protocolo: participantes conheceram tema de maneira descomplicada

Cerimonial e protocolo: participantes conheceram tema de maneira descomplicada
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 Salvar imagem em alta resolução

Consequências quanto ao uso de drogas esteve entre os temas discutidos



Dos 1.291 alunos da Escola do Legislativo, 95,38% classificaram os cursos, palestras e oficinas como "bom/excelente". O levantamento é das ações do primeiro semestre de 2018, período em que foram oferecidas 47 atividades. Os dados são comemorados pela vereadora Nancy Ferruzzi Thame (PSDB), que dirige o órgão da Câmara de Vereadores de Piracicaba desde o ano passado: "a cidade aceitou e abraçou a Escola", avalia.

Números positivos também foram registrados nos questionários sobre os demais quesitos da Escola. O índice de 96,65% como "bom/excelente" aparece em dois momentos: nas avaliações das instalações e do atendimento. Além disso, 93,83% dos alunos aplicaram o mesmo conceito ao avaliarem os recursos audiovisuais, 88,85% o processo de inscrição e 73,07 a divulgação dos cursos. Em todo o questionário, o conceito "regular" não chega a 8%, enquanto "ruins/péssimo" vai de 0,09% a 4,17%. As perguntas foram submetidas aos participantes ao final de cada uma das atividades.

Das 47 ações no semestre, a Escola promoveu 11 cursos, 10 palestras, seis minicursos e quatro oficinas. Em alguns casos, os minicursos foram divididos em dois, três ou quatro encontros. Em boa parte, a procura foi maior do que o número oferecido de vagas, como ocorreu no encerramento, em 30 de junho, no curso para formação de líderes Advocacy na Prática. "Inicialmente ofertamos 20 vagas, mas contamos com 38 líderes. Era para terminar às 17h e todos permaneceram no curso, em pleno sábado, até as 18h, de uma forma super interativa e com vozes totalmente diferentes. Um público misto: mulheres, homens, cores diferentes e movimentos com um respeito ao espaço do outro, todos prontos para o diálogo, em busca de um elo de transformação", cita Nancy.

Os dois encontros do curso Introdução à astronomia também são considerados por Nancy como "surpresas agradáveis". A Escola abriu 30 vagas, porém, 132 pessoas compareceram e para tanto houve mudança no local de realização. "O público gostou tanto que devemos oferecer a atividade no próximo semestre", comentou a vereadora.

Fábio Bragança, coordenador da Escola, cita outros cursos em que a procura foi alta: 123 pessoas na palestra Como planejar a carreira, 69 participantes na atividade Falando sobre dinheiro: de jovem pra jovem e 60 no minicurso sobre o Plano Diretor. Ele avalia a frequência de 1.291 pessoas entre 14 de março e 30 de junho como expressiva, se comparada com o primeiro semestre de 2017, quando a Escola realizou 17 atividades e recebeu 530 participantes. "A expectativa é que esses números aumentem no segundo semestre", lembra.

Sobre os minicursos sobre o Plano Diretor, oferecidos em quatro encontros com temáticas distintas, Nancy reforça que o conteúdo faz parte da filosofia da Escola em captar as demandas da sociedade e de incluir assuntos relevantes. Para ela, iniciativas como esta também colaboram para fortalecer a imagem institucional da Casa de Leis. "A Escola tem proporcionado a aproximação das pessoas para discussões importantes de Piracicaba e do país, em que ganham a Câmara, os vereadores, a cidade, e, principalmente, a população."

Outro caso foi o curso Jardim Oriente na transição, desmembrado em quatro encontros, que surgiu após o contato de um líder comunitário do bairro. Em vez de oferecê-lo nos espaços da Câmara, a opção foi por aproveitar o espaço aberto da brinquedoteca da comunidade. Para Nancy, essa flexibilidade demonstra a disposição da Câmara em ir ao encontro da sociedade. "Os temas criam uma estrada iluminada. A cidade é rica em instituições. As pessoas se unem, criam uma rede e fazem interlocução com outros espaços da cidade", reforça.

Empoderamento feminino, política participativa na saúde, na segurança pública e na educação, direitos humanos e cidadania, iniciação política e protagonismo também constaram na programação. A Escola trabalhou ainda os temas gestão de projetos, postura em processos seletivos, justiça restaurativa, mestre de cerimônias, cerimonial e protocolo, reciclagem artística, escrita, inteligência, consequências do uso de drogas, gestão pro processos, entre outros.

NOVO ESPAÇO  Desde 25 de maio, a Escola conta com uma nova sala, inaugurada no andar térreo do prédio anexo, com 65 metros quadrados e capacidade para 70 pessoas. Com foco na acessibilidade, ela funciona como área complementar às demais já utilizadas pela Câmara no desenvolvimento das aulas: o Salão Nobre Helly de Campos Melges, além da sala de reuniões e o anfiteatro do quarto andar do prédio anexo.

Para a diretora da escola, há uma questão conceitual que pesa em favor das novas instalações, que encentivam o acolhimento. "A luta, desde o começo, era para quebrar a formalidade. A sala propicia a liberdade de fala. Possui uma linguagem totalmente atual com a sociedade civil e totalmente nova dentro dos espaços de poderes estabelecidos. É de fácil acesso, abraça todo e qualquer munícipe, tanto para assistir quanto para ofertar conteúdo. Tem uma comunicação mais informal, que incentiva a interatividade, sem cadeiras fixas no chão e patamar estabelecido para autoridades, o que coloca todos no mesmo nível."

CONSELHO – A Escola do Legislativo conta também com um conselho, composto por integrantes da própria Câmara e por membros da sociedade civil, que colaboram diretamente no processo de tomada de decisões. Além de Nancy e Bragança, são seus integrantes Heliani Berlato, da Esalq (Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz), Josué Adam Lazier, da Unimep (Universidade Metodista de Piracicaba), a secretária da Escola do Legislativo Fernanda Silva, e o assessor jurídico da Presidência, Mauro Rontani.

Para Nancy, o conselho é importante para alinhar o conteúdo e a forma do que é oferecido, assim como analisar as cooperações técnicas e público alvo das atividades. "Em um contexto em que ainda há a visão patrimonialista do poder público, o conselho busca ações que fortalecem a consciência cidadã. De todos os eixos estabelecidos pela Escola, o que norteia nossas ações é a promoção da cidadania. A sociedade em que cada elemento se sente cidadão, se move no coletivo", reforça.

Para o segundo semestre, estão agendadas 15 atividades, mas outras ainda serão incluídas na programação. Seis cursos já estão com inscrições abertas pelo site oficial da Escola e podem ser consultados no endereço escola.camarapiracicaba.sp.gov.br. 



Texto:  Rodrigo Alves - MTB 42.583
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343


Tópicos: Escola do LegislativoNancy Thame

Notícias relacionadas